Rio 2016 fecha patrocínio automotivo com Nissan

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012 14:22 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 8 Fev (Reuters) - A montadora japonesa Nissan foi escolhida a patrocinadora do setor automotivo dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016 e será a quinta empresa patrocinadora de primeiro nível da Olimpíada, anunciou o comitê organizador do evento nesta terça-feira.

O acordo prevê o fornecimento de 4.500 veículos para transportar atletas, técnicos, comitivas, imprensa, equipes operacionais e toda a força de trabalho envolvida nos Jogos. A Nissan também vai pagar um valor não revelado para ter sua marca associada aos Jogos do Rio.

"Queremos construir uma história com nossos carros no Brasil e no Rio de Janeiro, onde já temos nossa maior participação de mercado (no país). A parceria com o Rio 2016 reforça nosso laço e nossa estratégia de crescimento sólido no Brasil", disse o presidente da Nissan no Brasil, Christan Meunier, que pretende usar a imagem dos Jogos para impulsionar a venda de carros no Brasil.

A Nissan, a sexta maior montadora do país em vendas neste início de ano e que tem uma fábrica no Paraná, anunciou em 2011 a construção de uma nova unidade no Rio de Janeiro com capacidade de produzir até 200 mil veículos, prevista para abrir em 2014.

Segundo o executivo, com o patrocínio olímpico e outras ações, como a venda de veículos mais voltados ao perfil do consumidor brasileiro, a Nissan espera até 2014 elevar sua participação de mercado dos atuais 3,3 por cento para ao menos 5 por cento.

A previsão do orçamento dos Jogos do Rio previa arrecadação de 570 milhões de dólares em patrocínios. Com os acordos já anunciados, o comitê organizador revelou que a meta foi superada, mas os organizadores não revelam o total obtido.

"Nossa previsão no caderno de encargos já superamos largamente", disse o presidente do comitê organizador, Carlos Arthur Nuzman.

Os outros patrocinadores nível um dos Jogos Olímpicos são Bradesco, Bradesco Seguros, Claro e Embratel. O comitê organizador também fechou acordo de patrocínio nível dois com a Ernst Young Terco.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)