Ex-ciclista alemão Jan Ullrich é condenado por doping

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012 15:49 BRST
 

Por Karolos Grohmann

BERLIM, 9 Fev (Reuters) - O ex-campeão do Tour de France Jan Ullrich, que está aposentado, foi considerado culpado de doping por seu envolvimento num escândalo que abalou a modalidade há seis anos e foi suspenso do esporte por dois anos, anunciou a Corte de Arbitral do Esporte (CAS) nesta quinta-feira.

A decisão acontece três dias após a CAS ter punido outro ex-campeão do Tour por doping, o espanhol Alberto Contador.

O escândalo de doping Operação Puerto estourou em 2006, quando a polícia espanhola realizou batidas que revelaram mais de 200 bolsas de sangue com nomes em códigos, alguns deles ligados a ciclistas.

Ullrich, que se aposentou em 2007, foi o primeiro alemão a vencer o Tour de France, em 1997. Ele também conquistou uma medalha de ouro e outra de prata na Olimpíada de Sydney, em 2000.

O ciclista, um grande nome do esporte em seu país quando no auge da carreira, também terminou em segundo lugar do Tour em cinco ocasiões - em três delas ele ficou atrás do heptacampeão Lance Armstrong na principal prova de ciclismo do mundo.

Com seu nome relacionado à Operação Puerto, Ullrich foi impedido de largar no Tour de France de 2006 e foi demitido da equipe T-Mobile, apesar de ter negado repetidas vezes que tinha ligações com Eufemiano Fuentes, o médico que estava no centro das investigações.

A CAS, entretanto, determinou que, com base em evidências, Ullrich havia se envolvido com "pelo menos" um caso de doping. O ciclista esperava há cinco anos uma decisão final da corte.

Também foi determinado que todos os resultados do ciclista desde 2005 até a sua aposentadoria fossem anulados.