Suárez se desculpa por não apertar a mão de Evra

domingo, 12 de fevereiro de 2012 14:50 BRST
 

LONDRES, 12 Fev (Reuters) - Luis Suárez, meia-atacante do Liverpool, pediu desculpas neste domingo por não apertar a mão de Patrice Evra antes da derrota de 2 x 1 de seu time diante do Manchester United.

O uruguaio foi afastado por oito partidas por uma ofensa racial contra Evra em outubro, mas se recusou a trocar o cumprimento com o francês durante o ritual pré-jogo da disputa de sábado pelo Campeonato Inglês, despertando uma condenação geral.

"Falei com o técnico depois do jogo no estádio do United e me dei conta de que entendi as coisas mal", disse Suárez em um comunicado divulgado pelo Liverpool.

"Eu não só o decepcionei, mas também ao clube e o que ele representa, e peço desculpas. Cometi um erro e lamento o que aconteceu".

"Deveria ter apertado a mão de Patrice Evra antes do jogo e quero me desculpar por minhas ações. Gostaria de deixar este assunto para trás e me concentrar em jogar futebol", acrescentou.

O técnico do Liverpool, Kenny Dalglish, que apoiou o atacante durante o drama, disse não ter percebido que Suárez não apertou a mão de Evra, enquanto Alex Ferguson, treinador do United, classificou o uruguaio como "desonrado".

Ian Ayre, diretor administrativo do Liverpool, também disse que Suárez agiu errado, enquanto o time tenta limitar os danos na esteira de uma enxurrada de críticas de jogadores e torcedores e da mídia.

A partida entre dois dos maiores rivais da liga inglesa foi uma disputa tensa, e houve troca de farpas no túnel no intervalo e no final do jogo.

(Por Mark Meadows)

 
Evra, do Manchester United, reage após Suaréz, do Liverpool, ignorar seu aperto de mão antes de partida pela Premier League em Manchester. Suárez pediu desculpas neste domingo por não apertar a mão de Evra. O uruguaio foi afastado por oito partidas por uma ofensa racial contra Evra em outubro 11/02/2012.  REUTERS/Darren Staples