Corredor de Gaza treina para representar palestinos em Londres

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 12:16 BRST
 

Por Nidal al Mughrabi

GAZA, 13 Fev (Reuters) - O corredor Bahaa al Farra prepara-se para a Olimpíada de Londres desafiando as forças da natureza e desviando dos buracos deixados nas ruas de Gaza por vários anos de conflito entre palestinos e israelenses.

O atleta de 19 anos treina durante três horas diárias no estádio Yarmouk, nas ruas de terra e na praia, usando tênis surrados que foram doados pelo rico Catar ao Comitê Olímpico Palestino.

Os atletas palestinos se queixam da escassez de apoio financeiro interno e da falta de equipamentos e treinadores, que seriam cruciais para lapidar jovens talentos. Mas só competir em Londres já é a realização de um sonho nacional.

A Faixa de Gaza é um território litorâneo governado desde 2007 pelo grupo islamista Hamas, atualmente em processo de reconciliação com a facção Fatah, que domina a Cisjordânia.

Em 2007, o Hamas expulsou a Fatah, do presidente palestino apoiado pelo ocidente Mahmoud Abbas, de Gaza após uma breve e sangrenta guerra civil que dividiu a sociedade palestina, mas as duas facções estão atualmente em um processo de reconciliação.

Israel trata a Faixa de Gaza como território hostil e, junto com o restrito controle de fronteira feito pelo Egito, as importações são limitadas. Israel proíbe a maioria das viagens através de sua fronteira alegando que o Hamas e outros militantes que defendem o fim do Estado judeu lançam ataques contra cidades israelenses a partir de Gaza.

PARTICIPAÇÃO OLÍMPICA

A bandeira palestina esteve presente pela primeira vez numa Olimpíada nos Jogos de Atlanta, em 1996, quando um competidor participou dos Jogos. Em Sydney 2000, foram dois atletas, e três estiveram nos Jogos de Atenas em 2004. Todos foram ovacionados em sua apresentação, simplesmente por estarem lá.   Continuação...

 
O corredor palestino Bahaa al-Farra treina na praia, na Cidade de Gaza.  O atleta de 19 anos, que  treina durante três horas diárias, prepara-se para a Olimpíada de Londres. 30/01/2012  REUTERS/Mohammed Salem