Donos do Liverpool e patrocinador mostram preocupação com Suárez

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012 13:41 BRST
 

Por Steve Slater e Keith Weir

LONDRES, 13 Fev (Reuters) - Os proprietários do Liverpool e o patrocinador da camisa do clube intervieram no fim de semana para ajudar a minimizar uma disputa racial que está prejudicando um dos mais bem sucedidos clubes de futebol inglês.

O atacante uruguaio Luis Suárez pediu desculpas no domingo por não apertar a mão do rival Patrice Evra antes da derrota de seu time por 2 x 1 para o Manchester United, e o técnico Kenny Dalglish também pediu desculpas por sua reação pós-jogo quando contestado sobre o incidente.

Suárez voltava para a formação titular do Liverpool pela primeira vez desde que cumpriu uma suspensão de oito partidas por ter ofendido racialmente Evra durante um jogo em outubro.

O banco Standard Chartered, que paga cerca de 20 milhões de libras (31,5 milhões de dólares) por temporada para patrocinar os ex-campeões ingleses, foi a público criticá-los em um breve comunicado.

"Estamos muito desapontados com o incidente de sábado e discutimos nossas preocupações com o clube", disse o banco em comunicado.

Uma pessoa familiar à questão disse: "Foi uma conversa muito dura".

Os maiores clubes de futebol da Europa são hoje importantes marcas que atraem patrocinadores internacionais e têm fãs em todo o mundo.

O Standard Chartered foi atraído para o Liverpool devido à sua base de apoio asiática. O banco tem sede em Londres, mas a maior parte de seus lucros vem da Ásia. A maioria de seus funcionários é de origem asiática, africana ou do Oriente Médio.   Continuação...

 
Patrice Evra, do Manchester United (D), reage após o jogador do Liverpool, Luis Suárez (E), ignorar o aperto de mão no início da partida pela Premier League inglesa, em Manchester. 11/02/2012  REUTERS/Darren Staples