Técnico do City nega ter tratado Tevez "como cachorro"

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012 20:10 BRST
 

15 Fev (Reuters) - O técnico Roberto Mancini, do Manchester City, rejeitou na quarta-feira a acusação de ter tratado o atacante Carlos Tevez "como um cachorro", e afirmou que se considerou até bacana demais com o argentino.

Em setembro, Tevez, que estava no banco, desrespeitou a ordem de Mancini para se aquecer numa partida contra o Bayern de Munique, pela Liga dos Campeões. Depois disso, ele passou três meses na Argentina sem autorização do clube, até voltar nesta semana a Manchester com a expectativa de se reintegrar ao elenco - o que depende, principalmente, da reação da torcida, que foi hostil a ele por causa do incidente.

Apresentando nesta semana sua versão para os fatos, Tevez disse que foi tratado "como um cachorro" por Mancini, que já estava irritado durante o jogo. "Como ele falou comigo num tom ruim, me recusei (a ir para o aquecimento)", afirmou.

Mesmo relutando em falar sobre Tevez, Mancini comentou o assunto numa entrevista coletiva prévia ao jogo de quinta-feira contra o Porto pela Liga Europa.

"Discordo totalmente de Carlos, do que ele disse, porque jamais o tratei mal", disse o italiano. "Talvez seja o contrário, eu o tratei bem demais, sempre. Essa é a última pergunta (sobre Tevez) que eu respondo pelos próximos três meses."

Depois do incidente na Alemanha, Mancini disse que Tevez estava "acabado" para o City, mas depois atenuou sua postura, e na semana passada disse que aceitaria reintegrar o argentino ao time, "porque Carlos é capaz de mudar os jogos".

(Texto de Sonia Oxley)