February 16, 2012 / 1:12 PM / in 5 years

Robinho se destaca com papel de coadjuvante no Milan

2 Min, DE LEITURA

Robinho, do AC Milan, corre com a bola durante um amistoso contra o Paris St Germain, no estádio de Rashid, em Dubai. Depois de ser considerado um jogador caro e que não dá retorno ao deixar o Manchester City , o atacante conseguiu relançar sua carreira no Milan, onde parece satisfeito com o papel de coadjuvante. 04/01/2012Jumana El Heloueh

Por Brian Homewood

MILÃO, 16 Fev (Reuters) - Depois de ser considerado um jogador caro e que não dá retorno ao deixar o Manchester City um ano e meio atrás, o atacante Robinho conseguiu relançar sua carreira no Milan, onde parece satisfeito com o papel de coadjuvante.

O jogador marcou dois gols na vitória de 4 x 0 sobre o Arsenal, pelo jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, na quarta-feira. Nada mal para quem viu sua carreira ameaçada de ruir ao ser dispensado pelo City e voltar ao Santos por empréstimo.

Mas Robinho conseguiu evitar o destino do ex-companheiro de seleção brasileira Adriano, que já foi chamado de "Imperador" na Itália mas está em queda livre desde a Copa do Mundo 2006. Hoje no Corinthians, ele luta com excesso de peso e problemas físicos e só entra em campo esporadicamente.

"Fico feliz pelo Robinho", disse Zlatan Ibrahimovic, parceiro de Robinho no ataque milanista, e que deu passe para os dois gols dele. "O importante é que ele continue jogando e marcando gols."

Ibrahimovic é atualmente o protagonista na linha de frente do Milan, ao passo que Robinho - hoje um veterano, com 28 anos e duas Copas na carreira - disputa a outra vaga do ataque com o compatriota Alexandre Pato.

No passado, essa situação poderia gerar atritos, mas o técnico Massimiliano Allegri parece ter convencido Robinho a aceitá-la. Mas não deixa de ser um revés para um jogador que aos 18 anos, ao despontar no Santos, foi comparado a Pelé e se tornou conhecido pelas "pedaladas".

Robinho marcou 14 gols no último Campeonato Italiano, mas ele passou por uma fase ruim, perdendo gols praticamente feitos. Mesmo assim, conseguiu ser campeão italiano logo na sua primeira temporada com o Milan.

A fase ruim, no entanto, custou a ele uma vaga na seleção brasileira. Titular na fracassada campanha no Mundial de 2010 na África do Sul, ele está fora dos planos de momento do técnico Mano Menezes, que não o convocou para o primeiro amistoso de 2012, este mês, contra a Bósnia.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below