Bebeto e Ronaldo minimizam boatos sobre saída de Teixeira

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012 18:38 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 16 Fev (Reuters) - O ex-atacante Bebeto, novo integrante do conselho do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014 (COL), e seu ex-companheiro de seleção e atual parceiro na organização do Mundial no Brasil, Ronaldo, minimizaram nesta quinta-feira as especulações sobre a renúncia de Ricardo Teixeira da chefia da entidade e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Segundo eles, que se reuniram com Teixeira na sede do COL no Rio antes do anúncio da nomeação de Bebeto como terceiro integrante do conselho da entidade, o dirigente que comanda o futebol brasileiro desde 1989 tratou a reunião como mais um dia normal de trabalho.

"O Ricardo me convidou, me recebeu hoje lá com muito carinho, alegre, contente, contando histórias dos Mundiais que participamos. Foi muito legal, muito divertido estar lá com ele e com o Ronaldo também. A gente relembrou os velhos tempos de Copa do Mundo, as brincadeiras na seleção. Acho que isso é o importante", disse Bebeto a jornalistas na Assembleia Estadual do Rio, onde atua como deputado desde o ano passado.

Questionado se acredita em alguma mudança no comando do COL ou da CBF com um possível afastamento de Teixeira, conforme jornais e sites noticiaram durante a semana, Bebeto declarou apoio ao dirigente, que é alvo de denúncias de irregularidades.

"Espero que ele continue, continue fazendo o trabalho que sem dúvida para o Brasil isso é muito importante".

Ronaldo, que jogou ao lado de Bebeto na Copa do Mundo de 1998 na França e foi reserva da famosa dupla Bebeto-Romário na conquista do título mundial quatro anos antes, também garantiu que Teixeira segue à frente do COL.

Quando foi indicado, em dezembro do ano passado, Ronaldo foi visto como um sucessor natural para Teixeira no comando da organização da Copa no caso de um eventual afastamento do presidente do COL.

"O presidente continua como presidente do conselho. Isso é o que nos foi passado. Não sabemos o futuro", disse.

"Ele esteve aqui, tivemos uma reunião, e hoje tivemos aqui parta acertar detalhes do Bebeto. Ele não falou sobre os boatos, e seria uma pena se isso acontecer. Esse foi o cara que trouxe a Copa para o Brasil e a gente deve muito a esse cara", acrescentou.   Continuação...