Líbia volta a receber partidas internacionais

domingo, 19 de fevereiro de 2012 12:53 BRST
 

SOFIA, 19 Fev (Reuters) - O futebol internacional voltará à Líbia nesta segunda-feira, quando os clubes locais Al Nasr e Al Ahli Benghazi Tripoli receberão o CSKA Sofia, em partidas que marcarão o primeiro aniversário da revolução, afirmou a embaixada da Líbia na Bulgária.

O clube 31 vezes campeão na Bulgária, que também enfrentará as duas equipes na quarta-feira, será o primeiro time estrangeiro a jogar no país africano depois da revolta contra o governo de Muammar Kadhafi que eclodiu em 17 de fevereiro do ano passado.

"Estamos muito gratos à equipe búlgara, que concordou em participar deste evento histórico para a Líbia", afirmou a embaixada à Reuters por e-mail neste domingo.

A liga da Líbia está suspensa desde fevereiro passado, mas os clubes continuaram a disputar competições continentais, e, como o país o direito de jogar em casa, os confrontos de mata-mata foram reduzidos a uma partida única no campo do adversário.

A seleção nacional mandou os jogos no Mali e no Egito nas eliminatórias da Copa das Nações Africanas, e ainda conseguiu chegar às finais, que foram organizadas com Guiné Equatorial e Gabão.

O CSKA vai visitar a Líbia pela uma primeira vez desde os anos 1960, quando a equipe participou de um torneio internacional.

Os jogos serão no Os Heróis de 17 de Fevereiro, estádio localizado na cidade oriental de Benghazi, que fica a cerca de mil quilômetros a leste de Trípoli e tem capacidade adequada para receber o grande público esperado para todos os jogos.

O estádio recebeu novo nome porque o anterior tinha sido dado pelo presidente venezuelano Hugo Chavez, que foi um dos melhores amigos de Kadhafi.