Uefa cede aos clubes e cancela amistosos de seleções em agosto

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 11:20 BRT
 

VARSÓVIA, 28 Fev (Reuters) - Os principais clubes europeus conseguiram uma importante vitória ao convencerem a Uefa, entidade que dirige o futebol do continente, a eliminar os impopulares amistosos de agosto entre seleções.

Karl-Heinz Rummenigge, presidente da Associação Europeia de Clubes (AEC), anunciou o acordo em discurso à assembleia-geral do grupo, em Varsóvia. Mas o ex-craque alemão alertou que a Fifa ainda precisa sancionar a decisão em nível global, e que as negociações nessa frente permanecem insatisfatórias.

Outras mudanças adotadas deixarão o calendário com nove datas duplas para amistosos em um período de dois anos, sem amistosos isolados.

Em um novo Memorando de Entendimento entre a Uefa e os clubes, as partes também concordam que os dois amistosos das datas duplas devem ser disputados no mesmo continente.

No futuro, os torneios de seleções de todas as confederações deverão terminar em meados de julho, e os jogadores não deverão disputar mais de um torneio de seleções por ano.

A AEC, que reúne os 201 principais clubes europeus, também obteve um acordo sobre o pagamento de seguro para jogadores contundidos durante convocações para as seleções, valendo a partir da Eurocopa de 2012. A Uefa aumentará o benefício concedido a clubes que cederem jogadores para os torneios continentais de 2012 e 2016, e o novo valor será anunciado durante o congresso da Uefa no mês que vem em Istambul.

Como há muitos jogadores africanos nos clubes europeus, ficou definido que, nos anos em que for realizada, a Copa Africana de Nações deve começar sempre no mês de janeiro, o quanto antes for possível.

(Reportagem de Mike Collett)