Messi prova bom momento na seleção argentina

quinta-feira, 1 de março de 2012 10:51 BRT
 

Por Brian Homewood

BERNA, 1 Mar (Reuters) - Depois de passar anos sendo criticado por render mais no Barcelona do que na seleção argentina, Lionel Messi marcou três gols no amistoso de quarta contra a Suíça, respondendo aos que duvidavam do seu desempenho com a camisa branca e celeste.

"Estive esperando muito tempo por este momento, porque em muitas ocasiões as coisas não funcionam para mim", disse ele à TV argentina após o 3 x 1 contra os helvéticos.

"Agora, as coisas funcionaram, a equipe ganhou e fomos bem. É especial, porque aconteceu com a seleção nacional."

A falta de gols na Copa de 2010 e na Copa América de 2011 foi um choque para a torcida, e parte dela chegou a questionar seu compromisso com a seleção, ao passo que outra ala o acusava de responsabilidade por falhas coletivas - inclusive sob o excêntrico comando de Diego Maradona como treinador.

Três vezes eleito o melhor jogador do mundo, Messi conquistou todos os seus troféus importantes com o Barcelona - cinco títulos espanhóis, três europeus e dois mundiais.

Pela seleção, conquistou apenas o Mundial Sub-20 de 2005 e a Olimpíada de 2008.

"Já disse em muitas ocasiões que não podemos comparar com o Barcelona, são duas coisas diferentes, mas no caso da seleção também há grandes jogadores capazes de fazer grandes partidas", disse Messi, citando seu entrosamento com Sergio Aguero e Gonzalo Higuaín. "Ainda há muito que melhorar, só temos de continuar assim", acrescentou.

O treinador Alejandro Sabella, em sua décima partida desde que substituiu Sergio Batista, após a Copa América, foi todo elogios para Messi, dizendo que tê-lo no time é uma "bênção".

"Messi quase sempre joga bem, ultimamente a seleção vem fazendo partidas excelentes", disse a jornalistas. "Temos, todos nós, de acolhê-lo e ajudá-lo: corpo técnico e companheiros. O fato de não ter marcado na última Copa não significa que não tenha jogado bem. Construiu vários gols e criou muitas oportunidades. Às vezes a bola entra, às vezes não."