Teixeira pede licença da CBF por motivos de saúde

quinta-feira, 8 de março de 2012 18:52 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 8 Mar (Reuters) - O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, pediu licença do cargo por motivos de saúde nesta quinta-feira, informaram presidentes de federações estaduais. O dirigente não especificou o tempo que ficará afastado.

"O Ricardo mandou um ofício para os presidentes de federação comunicando sua licença por motivos médicos, mas não disse por quanto tempo", disse à Reuters o presidente da Federação de Futebol de Santa Catarina, Delfim Peixoto.

De acordo com Peixoto, ele tem problemas de diverticulite e está investigando outros possíveis complicações de saúde, porém "não abriu o jogo" no comunicado.

O presidente da Federação do Rio Grande do Norte, José Vanildo da Silva, confirmou a informação. "Fiquei sabendo do afastamento, é uma licença por motivos de saúde."

O vice-presidente da Região Sudeste, José Maria Marin , assumirá o cargo temporariamente.

No mês passado, houve rumores sobre o afastamento de Teixeira, que comanda a CBF desde 1989 e é o chefe do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014.

O dirigente, que é alvo de denúncias de irregularidades no comando do futebol brasileiro, se reuniu com presidentes de federações estaduais no dia 29 de fevereiro e indicou que pediria uma licença médica.

Durante a assembleia realizada no Rio de Janeiro ficou definido que em caso de licença temporária da CBF, Teixeira poderia indicar um dos cinco vice-presidentes regionais para ocupar a vaga, e Marin, ligado ao futebol de São Paulo, foi o escolhido.

O diretor de comunicação da CBF e do COL, Rodrigo Paiva, disse que não havia recebido "nenhuma informação oficial do Ricardo sobre licença, renúncia ou qualquer coisa do gênero".

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)