Veteranos não forçaram saída de treinador do Chelsea, diz Terry

domingo, 11 de março de 2012 13:09 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Os veteranos do Chelsea não devem ser culpados pela demissão do treinador Andre Villas-Boas, disse o capitão John Terry.

Villas-Boas foi demitido depois de apenas oito meses no cargo após a derrota do Chelsea no domingo passado por 1 x 0 para o West Bromwich, e a mídia especulou intensamente que ele não tinha o apoio dos jogadores há muito tempo.

Pouco antes de ele ir embora, Frank Lampard disse que sua relação com o treinador de 34 anos "não era a ideal", e houve relatos generalizados de um racha entre jogadores e Villas-Boas após uma série de três vitórias em 12 jogos do campeonato inglês.

De qualquer forma, Terry disse que os fracos resultados levaram o dono do Chelsea, o bilionário russo Roman Abramovich, a encerrar o trabalho de Villas-Boas.

Ele disse ao Sky Sports no domingo: "Em todos os clubes, quando os jogadores não jogam, sempre há mal-entendidos e pessoas chateadas por não jogar".

"Eu penso que porque é o Chelsea, as pessoas têm essa coisa de achar que os jogadores veteranos têm uma influência massiva, mas eu posso assegurar que não é este o caso e não há nada disso desde que estou no clube."

"Todos os jogadores se preocupam com o Chelsea Football Club, e o proprietário certamente também. Andre foi muito bom - infelizmente não conseguimos os resultados", acrescentou ele.

 
Os veteranos do Chelsea não devem ser culpados pela demissão do treinador Andre Villas-Boas (foto arquivo), disse o capitão John Terry. REUTERS/Eddie Keogh/files