Pelé vai participar de reunião entre Dilma e presidente da Fifa

quarta-feira, 14 de março de 2012 19:38 BRT
 

SÃO PAULO, 14 Mar (Reuters) - Pelé, embaixador da Copa do Mundo de 2014, participará da reunião de sexta-feira entre a presidente Dilma Rousseff e o presidente da Fifa, Joseph Blatter, informou nesta quarta-feira a entidade que controla o futebol mundial.

No encontro, que acontecerá em Brasília, serão tratados os preparativos para o Mundial e a recente polêmica envolvendo o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke.

"Estou muito satisfeito que o legendário Pelé se juntará a nós para este encontro tão importante", disse Blatter em comunicado.

"Vamos discutir o andamento dos preparativos e o que precisa ser feito ao longo dos próximos meses para atingir o objetivo comum da Fifa e do governo brasileiro de realizar uma grande Copa das Confederações, em junho de 2013, e uma bem-sucedida Copa do Mundo."

A reunião acontece em meio a atritos entre o governo e a Fifa, após Valcke comentar, no início do mês, que os organizadores da Copa precisavam levar um "chute no traseiro" para agilizar a preparação do torneio, o que irritou o governo brasileiro.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, que também estará na reunião de sexta, enviou uma carta à Fifa pedindo que o secretário-geral não fosse mais o interlocutor da entidade. Em seguida, Valcke e Blatter pediram desculpas pela declaração. O secretário-geral disse ter sido mal-interpretado e o presidente da Fifa solicitou uma reunião com Dilma.

O governo brasileiro aceitou as desculpas, porém não deixou claro se mantinha o veto ao secretário-geral como interlocutor da entidade sobre o Mundial, e o assunto deverá ser discutido no encontro.

Valcke tinha uma viagem agendada ao Brasil no começo desta semana, mas a viagem acabou adiada por conta dos atritos.

O Comitê Organizador Local (COL) da Copa, que teve a renúncia de seu presidente, Ricardo Teixeira, nesta semana, ficou afastado da polêmica.

Pelé, que teve uma relação conturbada com Teixeira, não foi convidado para o sorteio das eliminatórias do Mundial no ano passado, no Rio de Janeiro, e então foi nomeada por Dilma o embaixador da Copa da Mundo.

(Por Tatiana Ramil)