Sofrimento em Melbourne confirma piores temores da Ferrari

sábado, 17 de março de 2012 12:44 BRT
 

MELBOURNE (Reuters) - Um post no Twitter da Ferrari no final do treino de classificação de sábado para a corrida de abertura da temporada de Fórmula 1 resumiu a situação: "12º e 16º: não é exatamente um bom começo de temporada..."

Durante os treinos de pré-temporada já havia fortes indícios que nem tudo estava bem na equipe de maior sucesso da Fórmula 1, mas poucos previram que nem Fernando Alonso, nem Felipe Massa estariam na pista disputando os dez primeiros lugares do grid de largada.

Alonso ficou com o 12º tempo depois de rodar e parar na caixa de brita na primeira parte do treino, enquanto Massa vai largar na oitava fila no domingo, depois de ser atrapalhando por retardatários no final do Q1.

"Só podemos ficar decepcionados depois dos resultados desse treino de classificação", disse o chefe de equipe, Stefano Domenicali.

"Dói não ter nenhum dos pilotos na pista para a parte final do treino, mesmo sabendo que Fernando tinha todas as possibilidades de seguir em frente, se não tivesse se envolvido em um desses incidentes que fazem parte do jogo."

"Entendo que no momento, nossos fãs estão decepcionados, mas gostaria de pedir-lhes que sejam cautelosos antes de fazer qualquer julgamento definitivo", disse. "Precisamos nos manter calmos e concentrados."

O bicampeão Fernando Alonso, que tinha feito o quinto melhor tempo da segunda parte do treino de classificação, antes de sair da pista, estava chateado porque os fiscais não quiseram empurrar o seu carro para fora da brita.

Mesmo assim, o espanhol concordou que não teria sido capaz de competir por uma posição nas primeiras filas do grid, mesmo que conseguisse chegar ao Q3.

"Hoje tivemos problemas de performance, especialmente porque não tínhamos aderência aerodinâmica suficiente e ainda estamos com falhas na velocidade máxima", afirmou.   Continuação...

 
Os pilotos de Fórmula Um Fernando Alonso (esquerda) da Espanha e Felipe Massa do Brasil são empurrados de volta para suas garagens durante os treinos do Australian F1 Grand prix no circuito de Albert Park em Melbourne, 17 de março de 2012. REUTERS/Brandon Malone