18 de Março de 2012 / às 14:12 / 5 anos atrás

Isner surpreende Djokovic e pega Federer na final

Novak Djokovic, da Sérvia (esquerda) cumprimenta John Isner, dos Estados Unidos, após Isner ter ganhado um tie-break do terceiro set para vencer a semi-final masculina no torneio de torneio de Indian Wells, California, 17 de março de 2012.Mike Blake

Por Mark Lamport-Stokes

INDIAN WELLS, Califórnia, 18 Mar (Reuters) - John Isner obteve o maior feito de sua carreira no torneio de Indian Wells no sábado, mesmo dia em que Roger Federer superou seu rival de longa data, Rafael Nadal, na outra semifinal em parciais de 6-3 e 6-4.

Grande sacador, o norte-americano Isner superou o número um Novak Djokovic em 7-6, 3-6 e 7-6 e enfrentará Federer, tricampeão do evento, na final deste domingo.

Isner impôs um total de 20 aces sobre o sérvio, o último deles um saque que selou a vitória em um tiebreak de 7-5 após duas horas e 45 minutos.

Isner, que perdeu para Djokovic em seus dois enfrentamentos anteriores, atirou os braços para o alto em comemoração.

"É por isto que pratico este esporte, para poder desfrutar de momentos como este", disse ele aos repórteres com um largo sorriso após chegar à final de um evento de elite como o ATP Masters 1000 pela primeira vez.

"Foi muito especial quando a última bola passou por ele e eu soube que tinha vencido a partida. Não são muitas as pessoas que podem dizer que bateram o número um do mundo".

"Amanhã terei mais uma chance de jogar com casa cheia pelo título de um grande torneio".

ESTILO ELEGANTE

"Eu simplesmente tive um bom dia", declarou por sua vez Federer, detentor de 16 títulos de grand slam, que venceu 38 das 40 partidas que disputou desde o Aberto dos EUA do ano passado. "Outra grande partida em condições difíceis".

"Nós dois esperávamos chuva durante o jogo, e choveu algumas vezes. Eu não poderia ficar mais feliz. Joguei otimamente contra o Rafa. Ele é um grande campeão".

"Me senti bem em relação ao meu jogo, acho que estava com uma mentalidade vencedora", declarou o terceiro cabeça de chave, que lutou com uma gripe e uma ligeira febre no início do torneio.

Federer quebrou o serviço de Nadal no segundo game da partida, encerrando uma troca de bolas emocionante com um forehand por cobertura e abrindo uma vantagem de 2-0.

O espanhol canhoto devolveu a quebra no quinto game, mas o suíço reassumiu o controle no nono game, quando Nadal mandou um backhand muito longe, e fechou o décimo game sem deixar o adversário fazer sequer um ponto, selando o primeiro set aos 42 minutos.

Transpirando confiança e se movendo em seu estilo elegante, Federer quebrou o saque de Nadal novamente no terceiro game do segundo set após uma dupla falta de seu maior oponente.

Sacando para fechar a partida em 5-2, o suíço surpreendeu ao deixar Nadal impor sucessivos winners de forehand e fazer Federer correr de um lado a outro com bolas fundas.

Nadal sacava em 4-5 e Federer se recuperou de um 15-30 no décimo game, derrotando o segundo cabeça de chave pela décima vez em 28 encontros.

"As condições climáticas, sim, não foi fácil jogar, mas foi uma boa partida", disse Nadal depois de perder para Federer pela segunda vez em seus últimos seis embates. "Ele jogou fantasticamente, eu só tenho que cumprimentá-lo".

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below