Mano aposta em Neymar para 2014,mas pede cuidado com vida social

terça-feira, 20 de março de 2012 18:55 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 20 Mar (Reuters) - Principal aposta do técnico Mano Menezes para a Copa do Mundo de 2014, o atacante Neymar merece um cuidado especial do treinador da seleção brasileira, que está encantado com o atual momento do santista, mas pede para que o jogador se controle na vida social para evitar prejuízos na preparação para o Mundial.

"Só fiz um pedido especial: para que ele parasse de aparecer por aí porque todo site e lugar que abro vejo a fisionomia dele. Pedi para ele descansar um pouco porque o futebol vai exigir muito dele e vamos precisar muito dele. Falo da parte social. É para dar uma diminuída nos compromissos sociais", declarou Mano nesta terça-feira a jornalistas.

Além da vida social intensa, Neymar virou um dos maiores garotos propagandas do país, com aparições na TV em comerciais que vão desde telefone celular a roupa íntima. Para manter o craque no Brasil, esses compromissos são inevitáveis, segundo o treinador do Brasil.

"O lado comercial faz parte da nossa vida hoje. Não existe futebol sem parte comercial", disse Mano Menezes, que aprecia a maturidade e a personalidade do atacante do Santos. "Ele é muito bom garoto; um excelente caráter, um menino com responsabilidade, que vem suportando bem a responsabilidade de ser decisivo."

Neymar é nome certo na lista de Mano nas convocações e titular absoluto do time, deixando para trás nomes como Kaká, Robinho e Luís Fabiano, que estiveram na frustrante campanha do Brasil na Copa da África do Sul, em 2010.

"À medida que você repete escalações, os jogadores vão ficando mais confiantes e, no caso do Neymar, que acumula conquistas pelo Santos, e, vitórias e boas atuações pela seleção, você vai amadurecendo", avaliou Mano.

Neymar teve seu nome cotado para ir à Copa de 2010, mas foi preterido pelo técnico Dunga, bem como o meia Paulo Henrique Ganso, seu companheiro de Santos e outra promessa do futebol nacional.

Mano Menezes entende que Ganso ainda está um passo atrás de Neymar na seleção e precisa de uma sequência maior de jogos, depois de lesões que o tiraram de alguns amistosos. "Tem jogador que ainda não demos a evolução que queríamos pelas contusões. Ele, agora, começa a se sentir confiante e isso é importante", afirmou.

A dupla do Santos está numa pré-lista com 52 nomes para a disputa dos Jogos Olímpicos de Londres, na metade deste ano.   Continuação...