Presidente da federação paulista substitui Teixeira na Fifa

quinta-feira, 22 de março de 2012 20:18 BRT
 

SÃO PAULO, 22 Mar (Reuters) - O presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo del Nero, é o novo representante da América do Sul no comitê executivo da Fifa, no lugar de Ricardo Teixeira, informou nesta quinta-feira a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

As sessões de quinta e sexta-feira da próxima semana marcarão o início de Del Nero em suas funções na entidade que comanda o futebol mundial. Os outros representantes sul-americanos são Nicolás Leoz, presidente da Conmebol, e Julio Grondona, presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA).

Del Nero substituirá Teixeira, que renunciou ao cargo esta semana alegando problemas de saúde, como já havia feito com a presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014.

Advogado especializado em direito penal, Del Nero é paulista, tem 71 anos e começou sua carreira como dirigente no Palmeiras. Ele é ligado ao substituto de Teixeira na CBF e no COL, José Maria Marin, também do futebol de São Paulo.

Del Nero assumiu a FPF em agosto de 2003 e, em 2007, foi empossado como membro da Conmebol. Na Copa de 2006, o dirigente foi indicado pela CBF para ser o chefe da delegação da seleção brasileira na Alemanha.

A escolha de Del Nero para a vaga na Fifa é uma prova do fortalecimento do dirigente na CBF e no mundo do futebol, segundo a ala de federações contrárias a Marin, as chamadas "rebeldes".

"Fui surpreendido com a escolha do Marco Polo porque tradicionalmente o cargo era do presidente da CBF. Esse é mais um motivo na nossa preocupação", disse o presidente da Federação de Minas Gerais, Paulo Schetino.

"O bom senso indica que outras federações tem influência. A CBF tem que ter a participação de todos e não só de uma federação (São Paulo). Nesse momento só tem a mão de São Paulo", completou o presidente mineiro.

Segundo o presidente da Federação de Santa Catarina, Delfim Peixoto, Del Nero pode estar pavimentando sua candidatura à presidência da CBF em 2015, quando termina o mandato "tampão" de Marin.

"O Marco Polo tem uma ligação e uma amizade muito grande com o Marin, mas pode estar pensando nas eleições lá na frente. Acho que é hora de pensar na Copa e na sua preparação e deixar essa discussão para depois do Mundial. O momento é de união e ajuda de todos", disse ele à Reuters.

(Por Tatiana Ramil e Rodrigo Viga Gaier)