Chile será sede da Copa América de 2015; Brasil fica com 2019

sábado, 24 de março de 2012 14:40 BRT
 

SANTIAGO, 24 Mar (Reuters) - As autoridades do futebol chileno anunciaram neste sábado que o país sediará a Copa América em 2015, após um acordo com os colegas do Brasil para trocar datas no torneio, deixando o país pentacampeão do mundo como sede do evento de 2019.

A troca dará uma folga ao Brasil, que enfrentado uma série de críticas da Fifa por causa de atrasos no trabalho para sediar a Copa do Mundo de Futebol, em 2014. O país também sediará os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

O presidente da Associação de Futebol Profissional Nacional do Chile (ANFP), Sergio Jadue, e o treinador do combinado local, Claudio Borghi, anunciaram que o país será sede em 2015 do torneio de seleções mais antigo do mundo.

"Com orgulho, emoção e alegria, tenho o privilégio de anunciar que depois de 24 anos será realizada no Chile, a edição de número 44 da Copa América. Acabo de chegar do Brasil, onde nós concordamos em inverter a ordem de datas", disse o treinador em entrevista coletiva.

O acordo entre os dois países foi feito em 2009, entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, mas só se materializou agora, semanas após a saída de Ricardo Teixeira da presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Jadue disse que a chegada de José Maria Marin, como novo presidente da CBF ajudou a fechar o negócio, já que TeIxeira vinha se mostrando muito "intransigente".

(Reportagem de Claudio Cerda)