Maioria das equipes segue na F1 após 2012, diz Ecclestone

sábado, 24 de março de 2012 15:23 BRT
 

Por Abhishek Takle

SEPANG, Malásia, 24 de março (Reuters) - Bernie Ecclestone disse que a maioria das equipes que competem atualmente na Fórmula 1, incluindo Ferrari, McLaren e Red Bull já se comprometeram a continuar correndo na categoria, após o fim do atual acordo Concorde, no fim deste ano.

O Concorde é um acordo comercial confidencial entre a empresa que detém os direitos e as equipes cujos carros competem no campeonato.

Esse acordo também regulamenta quanto dinheiro dos direitos televisivos e dos prêmios as equipes recebem.

"Estou muito feliz de anunciar que chegamos a um acordo comercial com a maioria das equipes da atual Fórmula 1... sobre as condições sob as quais eles continuarão a competir na categoria, depois que o acordo Concorde em vigência no momento, expirar esse ano," disse o organizador da Fórmula 1 em declaração no site oficial da F1.

A declaração de Ecclestone foi feita após ele ter dito à Reuters numa entrevista por telefone, que havia recomendado Cingapura como o melhor lugar para transferir parte do fluxo bancário dos negócios da categoria, para seus donos majoritários CVC Capital.

Também tem havido boatos que Ferrari e Red Bull tinham feito um acordo especial com Ecclestone, de 81 anos, que transformou a categoria num empreendimento global.

A FIA, órgão que dirige o esporte, agora administrada por Jean Todt, ex-diretor da Ferrari, que em última análise detém os direitos comerciais, mas os passou para a Formula One Management, que pertence a Ecclestone, em um acordo de 100 anos, assinado em 2001, como parte da divisão das atividades reguladoras e comerciais.