Maia anuncia acordo na Câmara para votar Lei da Copa e Código

terça-feira, 27 de março de 2012 22:17 BRT
 

Por Ana Flor

BRASÍLIA, 27 Mar (Reuters) - O presidente da República em exercício, Marco Maia, anunciou no início da noite desta terça-feira um acordo entre base aliada, oposição e a bancada ruralista na Câmara dos Deputados para votar a Lei Geral da Copa na quarta-feira, com a condição de que se vote o Código Florestal em abril.

"Fechamos um entendimento. Fiz um apelo aos líderes e ao setor da agricultura para que nós trabalhássemos com força e empenho para votar a Lei Geral da Copa...o compromisso é que (o Código Florestal) vai entrar na pauta ainda em abril", declarou Maia.

"Acho que nós avançamos hoje para desobstruir a pauta da Câmara e melhorar o relacionamento com o governo."

A Câmara enfrenta a terceira semana sem votações importantes desde que deputados aliados anunciaram a paralisação das votações por estarem insatisfeitos com o tratamento recebido pelo Planalto, com a mudança na liderança do governo e com a ameaça de a votação do Código Florestal ser barrada por pressão governista.

"O acordo foi da Câmara, um acordo patrocinado pelo presidente Marco Maia onde os líderes todos acordaram no sentido de votar amanhã (quarta) a Lei Geral da Copa, independentemente da discussão do mérito, e nós patrocinaremos no mês de abril a votação do Código Florestal", disse o líder do PT na Casa, Jilmar Tatto (SP).

Maia, que é presidente da Câmara e ocupa a Presidência da República na ausência da titular, Dilma Rousseff, que está em viagem à Índia, e do vice, Michel Temer, que estava em missão na Coréia do Sul, passou os dois últimos dias costurando uma solução para a crise que deixou a Câmara paralisada.

O acordo foi confirmado pelo líder do Democratas na Casa, ACM Neto. "A Câmara deu um sinal claro de que quem conduz a agenda do Legislativo é o Legislativo", disse o deputado baiano.

Na tarde desta terça-feira, Maia se reuniu com líderes de 12 partidos, muitos da bancada ruralista e da oposição. Fechou acordo, segundo assessores e deputados presentes, para colocar em votação o Código Florestal no próximo mês. Em troca, ouviu a promessa de a votação da Lei Geral da Copa, na quarta-feira, não sofrer obstruções.   Continuação...