Hazard ressuscita esperança do Lille derrotando o Toulouse

domingo, 1 de abril de 2012 16:07 BRT
 

Por Julien Pretot

PARIS (Reuters) - Eden Hazard fez um gol e armou outro para ressuscitar as esperanças do Lille de defender seu título no Campeonato Francês com a vitória de 2 x 1 sobre o Toulouse neste domingo, que reduziu sua distância do líder Montpellier para quatro pontos.

Em boa forma, o meia atacante belga Hazard abriu o placar da marca do pênalti e ajeitou para Dimitri Payet conferir o segundo gol com meia hora de jogo. O anfitrião Lille continua em terceiro com 56 pontos de 30 partidas.

O Montpellier, cuja disputa contra o Olympique de Marselha foi adiada para 11 de abril, soma 60 pontos e está acima do Paris St Germain no saldo de gols depois que o time do técnico Carlo Ancelotti sofreu uma derrota de 2 x 1 para o Nancy no sábado.

O Toulouse permanece em quarto lugar com 50 pontos.

O Lille, que venceu seus três últimos jogos na liga francesa, estava numa categoria à parte no primeiro tempo, e o Toulouse teve sorte de chegar ao intervalo só com dois gols sofridos.

Hazard converteu a penalidade depois de ser derrubado na área, dando a vantagem ao Lille já aos 12 minutos de jogo.

Em seguida Payet matou no peito a bola cruzada que recebeu de Hazard e chutou por cobertura. O goleiro Ali Ahamada teve que fazer algumas belas defesas para manter o Toulouse na competição.

O clube diminuiu o prejuízo na segunda etapa, quando Serge Aurier chutou diante do gol em um momento no qual o Lille se acomodou e esperou oportunidades no contra-ataque.

Em uma delas, Pantxi Sirieix, do Toulouse, recebeu o cartão vermelho por uma entrada dura em Nolan Roux.

Ainda neste domingo, a partir das 16h (horário de Brasília), o Olympique de Lyon tenta se manter na disputa por uma vaga nas eliminatórias da Liga dos Campões viajando para enfrentar o Stade Rennes.

 
Eden Hazard, do Lille, comemora após ter marcado um pênalti durante partida contra o Toulouse, em  Villeneuve d'Ascq, perto de Lille. 01/04/2012 REUTERS/Pascal Rossignol