Milan quer bandeirinhas atrás dos gols no Campeonato Italiano

segunda-feira, 2 de abril de 2012 14:19 BRT
 

MILÃO, 2 Abr (Reuters) - O Milan quer que a Série A do Campeonato Italiano implemente o sistema da Uefa de usar bandeirinhas extras atrás dos gols, após ter sido prejudicado em dois lances controversos na linha do gol em um espaço de poucas semanas.

O diretor-executivo do clube, Adriano Galliano, escreveu à Federação Italiana de Futebol pedindo que o sistema seja usado pelo menos até que a Fifa decida se aceita ou não a tecnologia da "bola inteligente".

"Todo mundo comete erros", disse Galliano na carta publicada no site do clube (www.acmilan.com). "Mas alguns são muito difíceis de aceitar, não importa o quanto tentemos encontrar razão e compreensão."

"Eu percebo que soluções tecnológicas, que foram propostas por muitas partes, ainda podem encontrar obstáculos e não serem aceitas. Mas eu acho que não há razão por que nós não podemos adotar o sistema já utilizado na Liga dos Campeões."

O Milan teve um gol claro anulado contra a rival Juventus, num jogo que terminou empatado em 1 x 1. O trio de arbitragem não conseguiu ver que um toque de cabeça de Sulley Muntari tinha cruzado a linha. O Milan vencia por 1 x 0 no momento da jogada.

No sábado, houve outro caso menos claro envolvendo um chute de Robinho, bloqueado pela defesa do Catânia depois da linha do gol.

Se o gol tivesse sido concedido, teria colocado o Milan com 2 x 1 com menos de 20 minutos restantes para jogar. Em vez disso, o time empatou em 1 x 1, ficando dois pontos à frente da Juventus.

A Uefa, entidade que regula o futebol europeu, começou a usar um bandeirinha extra atrás de cada gol na Liga Europa na temporada 2009-10. O sistema também foi estendido para a Liga dos Campeões e será utilizado na Euro 2012, em junho.