Real chega pressionado ao clássico de Madri

segunda-feira, 9 de abril de 2012 11:45 BRT
 

Por Mark Elkington

MADRI, 9 Abr (Reuters) - O técnico do Atlético de Madri, Diego Simeone, vai tratar de explorar os nervos a flor da pele do Real Madrid na quarta-feira para tentar acabar com um jejum de 13 anos de sua equipe contra o vizinho mais famoso da capital espanhola.

Simeone, considerado um volante com a faca nos dentes quando era o capitão da seleção argentina, implantou parte de seu estilo no Atlético, que só perdeu uma partida em casa desde que o treinador chegou no fim do ano passado.

O Real, por outro ladro, vive a pressão de ter visto sua liderança de 10 pontos para o Barcelona ter sido reduzida para quatro no espaço de três semanas. O último tropeço foi um empate sem gols em casa com o Valencia, no domingo.

"Talvez a gente estivesse um pouco ansioso. Acho que foi o primeiro jogo em casa que não marcamos gol. Temos que continuar, apesar de não estarmos esperando esse resultado", disse o diretor do Real Madrid, Emilio Butragueño.

"O jogo de quarta-feira será fundamental para a equipe ganhar ânimo. Será outra final. Teremos um mês terrível pela frente", acrescentou o ex-atacante madrilenho.

Enquanto o Real Madrid empatou três de seus cinco últimos jogos no Campeonato Espanhol, o Barça, sob comando de um inspirado Lionel Messi, vem de nove vitória e enfrentará o Getafe na terça-feira.

O Real busca seu primeiro título espanhol desde 2008 e tem 79 pontos em 31 jogos. O Barça, que busca o quarto título consecutivo, tem 75 pontos.

No papel, a equipe do técnico português José Mourinho tem uma tabela mais complicada que a dos atuais campeões, tendo pela frente o Athletic Bilbao e o próprio Barça, fora de casa, em 21 de abril.   Continuação...