Pilotos evitam a polêmica do GP do Barein

quinta-feira, 12 de abril de 2012 17:25 BRT
 

Por Alan Baldwin

XANGAI, 12 Abr (Reuters) - Fernando Alonso, Michael Schumacher e outros pilotos se esquivaram de opinar, durante entrevistas na quinta-feira em Xangai, acerca da polêmica que envolve a realização do GP do Barein, ameaçado de cancelamento pelo segundo ano consecutivo por causa de protestos no reino árabe.

Algumas equipes não escondem sua insatisfação com a corrida marcada para o dia 22, mas ninguém quer inflamar a situação assumindo uma posição.

"Não quero entrar nisso", disse o finlandês Heikki Kovalainen. "O que a equipe decidir eu farei."

Única exceção nessa postura foi o australiano Mark Webber, que tratou de se antecipar a perguntas sobre o tema. "Então. Barein?", disse ele a jornalistas no início da coletiva.

"Afinal de contas, é uma corrida de carros. Há um monte de gente no mundo que não tem nem ideia de que há um grande prêmio no Barein na semana que vem, então não vamos nos envolver na nossa própria bolha a respeito da nossa importância", disse Webber, escolhendo as palavras de forma lenta e cuidadosa. "As coisas podem ser canceladas de uma hora para outra."

Webber disse que os pilotos dificilmente influenciarão a decisão sobre correr ou não no Barein, a ser tomada no fim de semana pelas equipes em Xangai. Ele disse que o assunto deve ser discutido na reunião prévia à corrida na China, mas que isso não levará a nada.