Equipes da F1 vão reforçar segurança no Barein

sexta-feira, 13 de abril de 2012 11:30 BRT
 

Por Alan Baldwin

XANGAI, 13 Abr (Reuters) - As equipes da Fórmula 1 vão tomar medidas extras de segurança para a viagem ao Barein na próxima semana, disse o chefe da Red Bull, Christian Horner, nesta sexta-feira, após a confirmação do GP no reinado árabe em meio a preocupações com a violência.

"Tomamos muito cuidado com a segurança de todos os nossos funcionários, então é inevitável como em algumas outras corridas tomas precauções extras", disse ele a jornalistas em Xangai, onde acontece o GP da China no fim de semana.

"Faremos o melhor para garantir que todos os nossos rapazes e moças estejam num ambiente seguro."

Confrontos diários têm acontecido nas ruas do Barein, e ameaças de manifestantes antigoverno de atacar a corrida aumentaram as preocupações na F1 sobre a realização do GP no país.

Uma explosão danificou dois carros em Manama, a capital do Barein, na noite de quinta-feira, aparentemente causada por uma bomba de gás atirada entre veículos em uma rua. Na segunda-feira, uma bomba caseira feriu sete policiais, três deles gravemente, durante um protesto perto da capital.

As equipes da Fórmula 1 já estão acostumados a utilizar medidas adicionais de segurança em algumas etapas do calendário, especialmente em São Paulo, onde há preocupação nas ruas da cidade durante o GP do Brasil.

A corrida inaugural da Índia em Nova Délhi, no ano passado, também teve medidas extras por preocupações de terrorismo.