14 de Abril de 2012 / às 16:27 / 5 anos atrás

Jogador do Livorno morre e Itália adia partidas do fim de semana

14 Abr (Reuters) - O jogador do Livorno Piermario Morosini morreu após desmaiar no campo devido a um ataque cardíaco durante uma partida pela segunda divisão do Campeonato Italiano em Pescara, no sábado, levando a federação de futebol a adiar os jogos do fim de semana.

“Fizemos todo o possível para salvá-lo, mas ele não recuperou a consciência”, declarou o médico Leonardo Paloscia aos repórteres.

Outro médico de um hospital de Pescara disse que o atleta de 25 anos, que chegou a atuar na seleção italiana sub-21, morreu ao chegar no hospital.

Todas as partidas das Séries A e B italianos foram adiadas após a morte do jogador, afirmou o diretor-geral da Federação de Futebol Italiana, Antonello Valentini.

A morte acontece algumas semanas depois de o meia do Bolton Wanderers Fabrice Muamba ter desmaiado em uma partida da Copa da Liga inglesa. Ele teve uma surpreendente recuperação no hospital.

Morosini caiu no gramado sem ninguém por perto aos 31 minutos. Ele levantou parecendo estar confuso e então desmaiou. Médicos e a ambulância entraram no campo.

A partida válida pela Série B foi interrompida com o Livorno vencendo por 2 x 0.

O Milan enfrentaria o Genoa pela Série A neste sábado, e primeiramente o time de Milão disse que seria realizado um minuto de silêncio. Mas depois o estádio anunciou aos torcedores que o confronto estava adiado. Houve aplausos, mas também algumas vaias.

O Comitê Olímpico Italiano (CONI), que confirmou que Morosini sofreu um ataque cardíaco, anunciou em um comunicado que todos os outros eventos esportivos deste final de semana terão um minuto de silêncio.

JOGADORES CHORAM

A questão da saúde dos jogadores de futebol tem sido discutida no esporte, com exames médicos e testes cardíacos extras sendo realizados em muitas ligas.

Marc-Vivien Foe teve um colapso durante a vitória por 1 x 0 de Camarões sobre a Colômbia em partida pela Copa das Confederações em junho de 2003 em Lyon na França e morreu pouco depois com 26 anos.

O choque provocado por aquela morte, uma em ao menos 20 nos últimos 20 anos em ligas de futebol profissional, deu origem a muitas mudanças, mas alguns acreditam que algo mais precisa ser feito.

Em seguida ao ataque cardíaco sofrido por Muamba, do Bolton, contra o Tottenham Hotspur nas quartas-de-final da copa da liga inglesa em 17 de março, o treinador do Manchester City, Roberto Mancini - um italiano - disse que os médicos inglesses não são tão bons quanto os de sua terra natal.

O sistema médico italiano saudado por Mancini, no entanto, não conseguiu salvar Morosin. Às lágrimas, os jogadores do Livorno foram ao hospital para rezar ao lado de seu corpo.

Tragédias esportivas têm se tornado frequentes na Itália. Em outubro, o famoso motociclista Marco Simoncelli morreu após uma batida no GP da Malásia. Franco Ballerini, o treinador da equipe italiana de ciclismo, também morreu em um acidente em 2010.

Texto de Mark Meadows

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below