Djokovic passa por jogo duro em Monte Carlo; Bellucci perde

quinta-feira, 19 de abril de 2012 17:22 BRT
 

Por Gregory Blachier

MONTE CARLO, 19 Abr (Reuters) - O tenista número um do mundo, Novak Djokovic, levantou os olhos e os braços para o céu após derrotar o ucraniano Alexandr Dolgopolov para chegar às quartas de final do Masters de Monte Carlo, nesta quinta-feira, apenas horas após ter sido avisado da morte de seu avô.

O sérvio, que tomou conhecimento da morte enquanto treinava pela manhã, chorou após completar uma vitória complicada por 2-6, 6-1 e 6-4 sobre Dolgopolov.

O atual campeão Rafael Nadal ficou um passo mais próximo de conquistar o recorde de oito títulos no principado ao atropelar Mikhail Kukushkin, do Cazaquistão, por duplo 6-1, enquanto o brasileiro Thomaz Bellucci perdeu para o holandês Robin Haase.

Bellucci, que na véspera venceu em sets diretos o espanhol David Ferrer, número seis do mundo, perdeu por 6-2 e 6-3, sem conseguir repetir os mesmos golpes certeiros da partida anterior.

Numa tarde úmida e cinzenta no litoral do Mediterrâneo, Djokovic foi aclamado pelo público após a notícia da morte de seu avô ter circulado pelo Monte Carlo Country Club. Ele deixou a quadra chorando sob muitos aplausos duas horas depois.

"Foi muito difícil para ele jogar. Depois de ganhar, ele simplesmente caiu totalmente exausto física, mental e emocionalmente", informou a ATP em comunicado.

O tenista número quatro do mundo, Andy Murray, também avançou para as quartas de final após o abandono de seu adversário francês Julien Benneteau, lesionado.

 
Novak Djokovic da Sérvia retorna a bola a Alexandr Dolgopolov da Ucrânia durante o Monte Carlo Masters em Mônaco, 19 de abril de 2012. REUTERS/Eric Gaillard