April 22, 2012 / 6:43 PM / 5 years ago

Torcida do Genoa interrompe jogo e manda time tirar a camisa

2 Min, DE LEITURA

MILÃO, 22 Abr (Reuters) - Furiosos com o desempenho de seu time, torcedores do Genoa atiraram fogos de artifício no gramado e disseram aos jogadores que tirassem suas camisas, interrompendo a partida deste domingo pelo Campeonato Italiano durante 45 minutos.

Ameaçado de rebaixamento, o Genoa perdia de 4 x 0 em casa para o modesto Siena quando o incidente inédito aconteceu no início do segundo tempo.

O árbitro suspendeu o jogo à medida em que bombas de fumaça e fogos de artifício eram atirados no gramado por um pequeno contingente de "ultras", torcedores fanáticos do Genoa.

Alguns torcedores escalaram as barreiras que os separavam do campo e ameaçaram invadir o campo.

Os torcedores, alguns encapuzados, exigiam que os jogadores tirassem suas camisas após entoar cânticos dizendo que não eram dignos de usá-las.

Enquanto o Siena voltou para o vestiário, a maioria dos jogadores do Genoa entregou as camisas para o capitão Marco Rossi, embora o atacante Giuseppe Sculli tenha se recusado e começado a negociar com os torcedores.

"Esta violência é inaceitável", disse Giancarlo Abete, presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC na sigla em italiano), na televisão.

"Estes não são torcedores. Sculli fez o certo não tirando a camisa. Espero que estas pessoas sejam identificadas e condenadas. Não se deveria permitir mais sua entrada no estádio".

O Genoa marcou um gol depois que a partida foi reiniciada, e a partida terminou 4 x 1.

Por Brian Homewood

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below