Heroi do Real, Ronaldo contraria fama de fracassar nas decisões

domingo, 22 de abril de 2012 16:16 BRT
 

Por Iain Rogers

BARCELONA, 22 Abr (Reuters) - Cristiano Ronaldo pode finalmente ter se livrado do rótulo de jogador que fraqueja em grandes jogos após marcar o dramático gol da vitória do Real Madri sobre seu grande adversário Barcelona no sábado, praticamente decidindo o título do Campeonato Espanhol.

O gol de Ronaldo aos 37 minutos do segundo tempo foi seu terceiro nas últimas três visitas ao campo do Barça e elevou para 42 seu saldo de gols no campeonato, um a mais que o atacante do Barcelona Lionel Messi, que sucedeu Ronaldo como melhor do mundo da Fifa.

Messi, que marcou 13 vezes nos 18 clássicos anteriores em comparação aos cinco gols de Ronaldo em 15 partidas entre os dois gigantes do futebol espanhol, teve um desempenho discreto para seu alto padrão. Ele foi apenas uma figura tristonha no final do jogo enquanto os jogadores do Real comemoravam intensamente.

A vitória, a primeira do Real após oito jogos contra o Barça na liga espanhola, colocou o time sete pontos acima de seu arquirrival faltando quatro partidas para o fim da liga. O primeiro título do Real em quatro anos pode ser conquistado já na próxima rodada.

Ronaldo, que soma 54 gols em todas as competições nesta temporada, tinha fama de ser um jogador que deixa a desejar em partidas importantes, mas a exibição de sábado ajudará a dissipar essa imagem.

"Marquei nos últimos três jogos que disputei aqui, mas o fundamental na partida foi o time", disse o português de 27 anos, que se tornou o jogador mais caro do mundo quando trocou o Manchester United pelo Real três anos atrás.

"A vantagem de sete pontos nos deixa em uma posição confortável, mas temos que lembrar que os próximos jogos também são essenciais. O time está em boa forma, feliz, cheio de desejo e ciente de suas responsabilidades", acrescentou.

Ronaldo tem outra chance de provar que comparece quando precisa quando o Real tentar reverter uma desvantagem de 2 x 1 na partida de volta da semifinal da Liga dos Campeões contra o Bayern de Munique, em casa, na quarta-feira.

O Real busca seu 10o troféu europeu e pode enfrentar o Barça novamente na final do mês que vem se os atuais campeões da Europa se recuperarem da derrota de 1 x 0 para o Chelsea na partida de volta, na terça-feira.

"Cristiano é o melhor jogador do mundo," disse Aitor Karanka, técnico-assistente do Real que substituiu José Mourinho em uma coletiva de imprensa após o jogo. Mourinho mais uma vez se recusou a falar com a mídia.