Arábia Saudita considera liberar clubes esportivos femininos

sábado, 28 de abril de 2012 14:50 BRT
 

LONDRES, 28 Abr (Reuters) - A Arábia Saudita montou um comitê ministerial para considerar a permissão para o funcionamento de clubes esportivos femininos, informou o diário al-Watan no sábado, apesar da oposição de religiosos conservadores às atividades físicas femininas.

Abdullah al-Zamil, um alto funcionário sênior da Presidência do Bem-Estar Juvenil, o mais alto órgão desportivo saudita, disse que o comitê estava sendo formado para acabar com o "caos" ao redor dos esportes femininos que não são regulados efetivamente, informou o Watan.

"A missão do comitê está focado em montar um sistema para esses clubes", informou o jornal, de propriedade de um membro da família real, citando Zamil como autor da declaração.

No austero reino saudita, poderosos clérigos têm argumentado contra mulheres praticarem esportes ou exercício físico, forçando as academias femininas de musculação a serem designadas como caros "centros de saúde".

Um membro do alto clérigo disse em 2009 que garotas não deveriam praticar esportes para não perderem a virgindade rasgando seus hímens. Escolas públicas femininas são proibidas de fazer esportes, mas as escolas particulares estão autorizadas a oferecer aulas de esporte.

 
A equipe saudita Jeddah United treina antes de seu amistoso de basquete contra o jordão Al Reyadeh em Amman, 21 de abril de 2009. A Arábia Saudita montou um comitê ministerial para considerar a permissão para o funcionamento de clubes esportivos femininos, informou o diário al-Watan no sábado, apesar da oposição de religiosos conservadores às atividades físicas femininas. REUTERS/Ali Jarekji