Brasil cai no grupo da Espanha no basquete masculino

segunda-feira, 30 de abril de 2012 13:46 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 30 Abr (Reuters) - O Brasil vai enfrentar a vice-campeã olímpica Espanha, a anfitriã Grã-Bretanha e mais Austrália e China no Grupo B do torneio masculino de basquete dos Jogos Olímpicos de Londres, de acordo com sorteio realizado nesta segunda-feira na sede do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

A favorita seleção dos Estados Unidos, atual campeã olímpica e mundial, ficou na outra chave, ao lado de França, Argentina e Tunísia. Se avançar para as quartas de final, o Brasil, que disputará uma Olimpíada pela primeira vez desde 1996, enfrentará uma seleção desse grupo num jogo eliminatório.

Presente no sorteio, o ex-jogador da seleção brasileira Oscar -que disputou sua quinta Olimpíada justamente na última participação brasileira- torceu para colocar o Brasil no mesmo grupo dos norte-americanos para evitar um duelo nas quartas de final. Mas acabou ajudando os argentinos.

"A gente não correria o risco de enfrentar os Estados Unidos nas quartas de final. Isso já aconteceu em 1996 e nós perdemos, seria melhor", disse ele a jornalistas após a cerimônia.

O Brasil precisará terminar entre os três primeiros colocados de seu grupo para escapar do provável confronto eliminatório com os EUA, que devem terminar como líderes de sua chave.

A Espanha, campeã mundial em 2006 e favorita a fazer novamente a final olímpica com os norte-americano, deve ganhar o grupo do Brasil liderada pelos irmãos Marc e Paul Gasol, ambos jogadores da NBA.

"Não é obrigatório a gente acabar em quarto, nós temos adversários que podemos vencer... e não chegando em quarto, do outro lado nós vamos encontrar times do nosso nível, como França, Argentina", disse Oscar.

"Acredito que temos muitas chances. O Brasil está voltando para a Olimpíada. Se a gente conseguir passar, estamos entre os oito primeiros, e as quartas de final é um jogo só, tudo pode acontecer."

O Brasil conseguiu sua vaga nos Jogos Olímpicos ao terminar como vice-campeão do pré-olímpico das Américas disputado na Argentina, no ano passado. A seleção, que não contou com os jogadores da NBA Nenê e Leandrinho -que pediram dispensa- venceu os anfitriões durante a competição e só foram derrotados numa final em que ambos já estavam classificados para Londres.   Continuação...

 
Diretor de esportes da FIBA e ex-estrela do basquete Lubomir Kotleba (E) segura um número para a Grã-Bretanha ao lado de jogadoras brasileiras durante o sorteio para o torneio feminino de basquete da Olimpíada de Londres, na sede do Comitê Olímpico Brasileiro no Rio de Janeiro. 30/04/2012 REUTERS/Sergio Moraes