Na comemoração do título, Juventus lamenta escândalo de 2005/6

segunda-feira, 7 de maio de 2012 13:54 BRT
 

MILÃO, 7 Mai (Reuters) - A festa do título italiano da Juventus, conquistado no domingo, foi pontuada por lembranças da perda dos troféus de 2005 e 2006 por causa de um escândalo de manipulação de resultados.

A Juve oficializou no domingo seu 28o título nacional ao vencer o Cagliari por 2 x 0. Mas seu diretor esportivo, Giuseppe Marotta, disse que considera esse o 30o título do clube.

"É o nosso trigésimo 'scudetto'. Temos 30 em todas as garrafas de champanhe, e ganhamos 30 títulos", disse ele a jornalistas.

O goleiro Gianluigi Buffon disse que se tratava do segundo maior momento da sua carreira, atrás apenas do título mundial de 2006 pela seleção italiana - no mesmo ano em que a Juventus foi rebaixada à Série B por causa do escândalo.

"Sofri muito, seis anos é muito tempo, mas valeu a pena esperar", disse Buffon, um dos vários integrantes da equipe que disputou a Série B. "Este é o meu melhor momento depois de ganhar a Copa do Mundo", disse o goleiro, que foi campeão nacional também em 2002 e 2003.

"Ganhei cinco títulos no campo, mas só me deram três deles, bom, fazer o quê?", disse.

Alessandro del Piero, 37 anos, reserva de luxo na atual campanha, também mencionou os jogadores que aceitaram disputar a Série B com a Juventus.

"Para mim e os outros que estávamos lá, há algo de muito especial neste momento. Eu gostaria de lembrar todos os meninos que jogaram na Série B, todos nós voltamos muito felizes. Essa é a minha vingança por 2006."

Faltando uma rodada para o fim do campeonato, o time de Turim abriu quatro pontos de vantagem na ponta da tabela e não pode mais ser alcançado pelo Milan, que perdeu de 4 x 2 o clássico contra a Inter.

(Texto de Brian Homewood em Berna)

 
Fãs do Juventus comemoram após o time vencer o título da série A contra o Cagliari no estádio Nereo Rocco, em Trieste. 06/05/2012 REUTERS/Giorgio Perottino