Bebês poderão entrar em locais dos Jogos, mas presos aos pais

terça-feira, 8 de maio de 2012 15:05 BRT
 

LONDRES, 8 Mai (Reuters) - Os bebês poderão entrar nos locais olímpicos de Londres sem um ingresso desde que estejam firmemente presos a um adulto, disseram os organizadores nesta terça-feira, voltando atrás em uma determinação depois de reclamações de mães irritadas.

Os ingressos para os Jogos começaram a ser vendidos em março do ano passado e, desde então, algumas mulheres que tiveram a sorte de garantir um lugar nas arquibancadas deram à luz.

O site mumsnet.com foi inundado por mães indignadas no início deste ano, quando descobriram que não podiam levar seus bebês para os Jogos, a menos que elas comprassem um bilhete separado. Mas os ingressos para a maioria dos locais já estavam esgotados.

Depois de reclamações e sugestões de que a política poderia estar violando leis de igualdade sexual, os organizadores concordaram em rever a situação.

"Qualquer uma que comprou um bilhete ... e ficou grávida, teve um bebê e quer levar o bebê para os Jogos, poderá fazê-lo", disse o presidente-executivo da comitê organizador local (Locog), Paul Deighton, em uma teleconferência sobre os mais recentes acordos de venda de bilhetes.

"O bebê, claro, deverá ter menos de 1 ano de idade e poderá entrar se estiver firmemente preso ao pai ou cuidador por meio de um canguru ou sling."

O Locog afirmou que a política de "bebês nos braços" se aplica a todos os locais, com exceção do estádio Wembley, o Newcastle's St James' Park, o Manchester's Old Trafford e a North Greenwich Arena.

Nesses locais, os acordos de licenciamento existentes indicam que todos os espectadores precisam de bilhetes independentemente da idade.

(Reportagem de Alan Baldwin)