Sete pessoas hospitalizadas após incêndio na Fórmula 1

domingo, 13 de maio de 2012 17:34 BRT
 

BARCELONA, 13 Mai (Reuters) - Sete pessoas foram levadas para o hospital, e 31 foram atendidas por médicos no circuito, depois de um incêndio na garagem da Williams que começou enquanto a equipe de Fórmula 1 celebrava sua primeira vitória em quase oito anos no Grande Prêmio da Espanha no domingo.

O fundador e dono da equipe Frank Williams, que usa cadeira de rodas, estava na garagem do Circuito da Catalunha quando o fogo começou, mas saiu em segurança, disse sua filha Claire à Reuters.

O incêndio foi combatido por funcionários da Williams, da Caterham e da Force India, antes de os bombeiros chegarem.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) disse em um comunicado que todos, a não ser sete dos 31 membros que foram ao centro médico do circuito, tinham sido liberados.

Os sete foram transferidos para hospitais locais para tratamento.

A Williams disse que o fogo foi "originado da área de combustível" e que três membros de sua equipe estavam no hospital.

A Caterham, que tem uma garagem vizinha à Williams, afirmou em um comunicado que quatro membros da equipe foram levados para o centro médico para exames - um com um pequeno ferimento e três com problemas respiratórios.

O dirigente máximo da Force India Bob Fernley disse que um membro da equipe inalou fumaça.

O fogo, com uma fumaça preta espessa e esvoaçante saindo da garagem e se espalhando pelo paddock, começou cerca de 90 minutos depois do final da corrida vencida pelo venezuelano Pastor Maldonado.   Continuação...