Manchester City festeja fim do jejum de 44 anos

segunda-feira, 14 de maio de 2012 11:43 BRT
 

Por Martyn Herman

LONDRES, 14 Mai (Reuters) - Milhares de torcedores do Manchester City acordaram nesta segunda-feira de ressaca e com um sorriso no rosto depois da decisão mais acirrada do Campeonato Inglês em mais de 20 anos, superando o arquirrival Manchester United.

O título do City, primeiro do clube em 44 anos, veio com uma virada aos 48 minutos do segundo tempo contra o Queens Park Rangers, para delírio da torcida no estádio Etihad, que chegou a ver seu time perdendo de 2 x 1. O placar de 3 x 2 conseguido nos acréscimos permitiu que o City superasse o United no saldo de gols.

Todos os jornais britânicos destacaram a rodada final do campeonato em suas capas e contracapas.

"Paradise City" foi a manchete do caderno esportivo do Guardian, com uma foto do argentino Sergio Aguero, autor do gol decisivo, com a camisa rasgada, comemorando ao lado de Edin Dzeko, autor do gol de empate em 2 x 2.

O Sun chamou o título de "milagre", e destacou o fato de o treinador Roberto Mancini ter ido a uma igreja rezar antes da partida. O Daily Express publicou na contracapa uma imagem do capitão Vincent Kompany segurando o troféu.

O título do City corrobora a tese publicitária da Premier League, que se gaba de ter o campeonato mais emocionante e imprevisível do mundo.

Para muitos analistas, o troféu também marca o fim do "complexo de vira-lata" do City contra o rival United, que por quase duas décadas foi o time dominante no noroeste inglês.

O City foi comprado por xeiques de Abu Dhabi em 2008, e desde então a equipe recebeu investimentos de milhões de libras.

O título da Copa da Inglaterra na temporada passada já era visto como o início de uma fase gloriosa para o clube.

 
Capitão do Manchester City Vincent Kompany ergue o troféu do Campeonato Inglês após vencer a final contra o Queens Park Rangers no estádio Etihad, em Manchester. 13/05/2012 REUTERS/Darren Staples