Cresce a pressão sobre Massa na Ferrari

segunda-feira, 14 de maio de 2012 20:09 BRT
 

14 Mai (Reuters) - A Ferrari intensificou na segunda-feira a pressão sobre Felipe Massa, ao salientar os maus resultados do brasileiro na atual temporada e deixar claro que espera uma melhora no Grande Prêmio de Mônaco, na semana que vem.

Massa não sobe a um pódio na Fórmula 1 desde 2010, e marcou apenas dois pontos nas cinco primeiras provas deste ano. No domingo, o vice-campeão mundial de 2008 foi punido no GP da Espanha e terminou em 15o.

Seu colega de equipe, Fernando Alonso, venceu o GP da Malásia e foi segundo em Barcelona. Ele lidera o campeonato ao lado do bicampeão Sebastian Vettel, da Red Bull, com 61 pontos.

O site da Ferrari (www.ferrari.com) comparou o desempenho dos dois pilotos neste ano e na mesma altura nas temporadas de 2010 e 11. "Fernando sempre manteve um altíssimo nível (67 pontos e segundo lugar em 2010, 51 e quinto lugar no ano passado), ao passo que a queda de Felipe se fez sentir", disse a equipe.

“"O brasileiro havia somado 49 pontos há dois anos e 24 no ano seguinte, enquanto até agora nesta temporada tem só dois. Em Montmeló (Barcelona), Felipe foi muito sem sorte, tanto na corrida quanto na qualificação, mas todos, ele mais do que ninguém, esperam uma mudança de marcha começando já no GP de Mônaco."

Massa mora no principado, mas nunca venceu nesse circuito de rua - conseguiu no máximo o terceiro lugar em 2007 e 2008. Alonso venceu em Mônaco em 2006 e 2007, pela Renault e McLaren, respectivamente.

O dirigente ferrarista Stefano Domenicali disse, depois da corrida de domingo, que espera a recuperação de Massa. "“Precisamos absolutamente dos pontos dele também para lutar pelo título de construtores", afirmou.

A Ferrari está em quarto lugar entre as equipes, 21 pontos atrás da Lotus, em terceiro, e a 46 da Red Bull. Isso reflete principalmente o desempenho aquém do esperado para a equipe italiana nas primeiras provas da atual temporada.

Domenicali também falou do exemplo inspirador do italiano Roberto Mancini, que se sagrou campeão inglês de futebol como treinador do Manchester City, vencendo de virada o jogo da última rodada, com dois gols nos acréscimos, e impedindo o título do arquirrival Manchester United.

"Você sempre tem de acreditar que vai conseguir, mesmo quando as evidências lhe fazem crer o contrário. Ontem à noite assisti ao replay das partidas de futebol envolvendo os dois times de Manchester, e vi a determinação com a qual Roberto Mancini continuou exortando seus rapazes, mesmo quando a situação parecia perdida. Foi um exemplo para todos envolvidos no esporte."

(Reportagem de Alan Baldwin)

 
O piloto brasileiro Felipe Massa é pressionado por melhores resultados na Ferrari. Na foto, ele aparece durante treinos no Barein. 20/04/2010. REUTERS/Ahmed Jadallah