Triunfos de Chelsea e City podem sinalizar uma nova era

domingo, 20 de maio de 2012 13:52 BRT
 

Por Mike Collett

MUNIQUE, 20 Mai (Reuters) - A ascensão tardia do Chelsea à glória, que levou o time a se sagrar campeão europeu no sábado, mostrou que dois dos clubes mais ricos da Inglaterra obtiveram triunfos pioneiros com uma semana de intervalo, insinuando que o equilíbrio de poder no futebol pode estar mudando.

No sábado, um final de semana depois que o Manchester City, enriquecido pelo dinheiro do petróleo árabe desde 2009, arrebatou o título do Campeonato Inglês, o Chelsea, bancado desde 2003 pelo bilionário russo Roman Abramovich, conquistou a Liga dos Campeões pela primeira vez em Munique, na Alemanha.

A vitória de 4 x 3 decidida nos pênaltis sobre o Bayern de Munique no quintal dos alemães deu a Abramovich o troféu com o qual sonhava desde que comprou o time e o transformou seu destino nove anos atrás.

A equipe também venceu a Copa da Inglaterra neste mês e, talvez tão importante quanto isso, sua ótima forma no final da campanha e os êxitos após uma temporada ruim apontam para uma disputa de título acirrada na próxima temporada.

O título da liga inglesa do Manchester City se seguiu ao seu sucesso na Copa da Inglaterra em 2011, seu primeiro grande troféu em 35 anos.

Os dois clubes renasceram, e a ressurgência do City desde que o xeique Mansour bin Zayed Al Nahyan assumiu seu controle três anos atrás se mostrou ainda mais dramática do que a do Chelsea.

A razão pela qual seus triunfos podem se mostrar significativos é que ambos adentraram um novo território.

A riqueza à disposição de seus respectivos proprietários, em que pese o fato de terem aderido às novas regras do Fair Play Financeiro da Eufa, significa que podem capitalizar estes sucesso, atrair os melhores treinadores e jogadores e dominar o futebol inglês, senão o europeu, no futuro previsível.

Alex Ferguson, técnico do Manchester United, sempre diz que o mais difícil no futebol é conquistar um grande campeonato pela primeira vez.

Entretanto, agora que o City obteve seu primeiro título em 44 anos, e o Chelsea a Liga dos Campeões, as regras de campo parecem ter mudado.