Bayern ainda espera coroar "geração de ouro"

domingo, 20 de maio de 2012 17:57 BRT
 

Por Karolos Grohmann

MUNIQUE, 20 Mai (Reuters) - Outra final, outra derrota, mas o Bayern de MUnique ainda espera coroar a "geração de ouro" da Liga dos Campeões.

O tempo está acabando para o talento nativo do Bayern conquistar o maior título do futebol de clubes europeu e cimentar seu status como geração de ouro.

O Bayern mirou a Liga dos Campeões em dezembro de 2010, quando Uli Hoeness, presidente do clube, mapeou seu alvo: levantar o troféu em seu próprio estádio em 2012.

Mas um ano e meio depois, o sonho virou um "pesadelo total". O Bayern começou com cinco talentos juvenis no time e, apesar de dominar a maior parte do jogo de sábado, só conseguiu um empate em 1 x 1 com o Chelsea antes de ser derrotada na disputa de pênaltis.

O clube alemão soma agora duas derrotas em finais da Liga dos Campeões nas últimas três temporadas.

"O que nos aconteceu é um pesadelo total", disse Christian Nerlinger, diretor esportivo do Bayern. "A decepção é profunda. É como um filme ruim, e será muito difícil digerir esta derrota."

Thomas Müller colocou o time da casa na dianteira aos 38 minutos do segundo tempo, mas Didier Drogba igualou para o Chelsea a dois minutos do final. O pênalti perdido do holandês Arjen Robben na prorrogação deu ao combinado inglês a chance de arrebatar o título na disputa de penalidades.

O Bayern esperava suavizar a dor de uma segunda temporada consecutiva sem um título na liga nacional conquistando a competição de elite europeia, título que faria o capitão Philipp Lahm e Bastian Schweinsteiger se igualarem com outros grandes do clube como Franz Beckenbauer e Gerd Müller.

Antes do jogo Lahm, também capitão da seleção alemã, havia dito que sem um título importante nunca seriam lembrados como uma "geração de ouro".

Lahm e Schweinsteiger também foram vices na Euro 2008 e terceiros colocados nas Copas do Mundo de 2006 e 2010. Nas duas últimas temporadas do Campeonato Alemão o Bayern ainda foi coadjuvante do Borussia Dortmund, que o derrotou na final da Copa da Alemanha na semana passada.