Japão vê candidatura olímpica como símbolo da recuperação

quinta-feira, 24 de maio de 2012 09:44 BRT
 

Por Alastair Himmer

TÓQUIO, 24 Mai (Reuters) - O primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, disse nesta quinta-feira que a eventual realização da Olimpíada de 2020 em Tóquio simbolizaria a recuperação do país depois do tsunami devastador de 2011.

A declaração foi feita depois de o Comitê Olímpico Internacional (COI) escolher a cidade como uma das três finalistas para a realização do evento, ao lado de Madri e Istambul. Doha (Catar) e Baku (Azerbaijão) foram cortadas.

A definição da cidade-sede dos Jogos de 2020 será feita em setembro de 2013, em Buenos Aires.

"É uma verdadeira honra para Tóquio ser aceita", disse Noda. "Receber os Jogos Olímpicos e Paralímpicos... servirá como símbolo da recuperação do Japão após a tragédia do ano passado."

O terremoto de magnitude 9 ocorrido em março do ano passado no norte do país desencadeou um tsunami que, por sua vez, destruiu parte da usina nuclear de Fukushima, no mais grave acidente nuclear do mundo em 25 anos.

O desastre gerou caos no esporte japonês, pois o medo da radiação levou ao cancelamento ou transferência de vários eventos importantes, como o Mundial de Patinação Artística.

Tóquio foi a primeira cidade asiática a realizar uma Olimpíada, em 1964. Em 2009, a capital japonesa, sem apoio popular suficiente, perdeu para o Rio de Janeiro a disputa para sediar os Jogos de 2016.

Tsunekazu Takeda, presidente do Comitê Olímpico Japonês e do comitê da candidatura, disse: "Mantivemos o melhor e melhoramos o resto em relação à nossa candidatura anterior".

"Estamos determinados mais do que nunca a produzir o melhor plano para os Jogos. Tóquio-2020 serão os Jogos da excelência, realizados na cidade de mentalidade mais avançada do mundo, e apresentará uma infraestrutura e tecnologia de primeiro nível."