COI e EUA selam acordo sobre divisão de direitos

quinta-feira, 24 de maio de 2012 18:23 BRT
 

Por Steve Keating

CIDADE DO QUÉBEC, 24 Mai (Reuters) - O Comitê Olímpico Internacional (COI) aprovou em votação um acordo com duração de 20 anos para a partilha de direitos de TV e patrocínios com os Estados Unidos.

Por causa desse prolongado impasse, o Comitê Olímpico dos EUA (USOC, na sigla em inglês) havia decidido não pleitear mais a realização de Olimpíadas de Inverno ou Verão em território norte-americano.

A disputa envolvia a divisão de bilhões de dólares em direito de transmissão televisiva e patrocínios.

"Este é um momento muito feliz para o Comitê Olímpico Internacional, mas acredito que também para o USOC, já que este acordo irá definitivamente fortalecer ambos os lados", disse o presidente do COI, Jacques Rogge, a jornalistas.

"O COI estará em condições de funcionar melhor, enquanto o USOC irá reforçar suas possibilidades de ter um papel esportivo de destaque no mundo."

A negociação, segundo Rogge, se arrastava desde maio de 2005. Recentemente, o presidente do USOC, Larry Probst, disse que só previa uma solução no final do ano.

Poucos detalhes do acordo foram divulgados, mas o COI disse que as novas regras começarão a valer em 2020. O USOC também será convidado a contribuir com os custos administrativos do COI associados aos Jogos Olímpicos.