Ronaldinho cobra Flamengo na Justiça e obtém desligamento do clube

quinta-feira, 31 de maio de 2012 20:40 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO, 31 Mai (Reuters) - Após um ano e meio, Ronaldinho Gaúcho rompeu com o Flamengo nesta quinta-feira ao conseguir na Justiça a sua desvinculação do clube por conta de uma dívida que atingiria cerca de 40 milhões de reais.

A medida judicial do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Rio de Janeiro, conhecida como antecipação de tutela, foi concedida pelo juiz substituto da 9a Vara do Trabalho do Rio André Luiz Amorim.

"Defiro a antecipação dos efeitos da tutela para determinar a resolução indireta do contrato do autor por falta grave do empregador, liberando-o do vínculo desportivo", informa o magistrado no despacho.

Pela decisão, o meia, que assinou em janeiro do ano passado contrato com o time carioca até 2014, fica livre para deixar o clube e negociar com outra equipe. A decisão, segundo o TRT, é precária e preliminar, portanto passível de recurso por parte do clube.

"É como se fosse uma justa causa do empregado em relação ao seu empregador. Em vez de o empregador dar a justa causa por algum motivo, é o empregado que pede uma "justa causa 'inversa'", disse à Reuters uma fonte da Justiça do Trabalho.

Ronaldinho se manifestou no Twitter: "Agradeço mais uma vez todo o apoio que recebi desde que cheguei à Gávea e digo, de coração, que jogar pelo Flamengo foi uma honra."

A dívida do Flamengo envolve salários atrasados e recolhimento de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), segundo a Justiça.

De acordo com a advogada do jogador, Gislaine Nunes, o valor da dívida é de cerca de 40 milhões de reais. "Ele já é ex-jogador do Flamengo. O despacho diz isso, já está rescindido (o contrato) e não tem mais jeito de voltar atrás", disse ela.   Continuação...