Alemanha se desculpa por gafe sobre capacetes de aço na Euro

sexta-feira, 8 de junho de 2012 11:04 BRT
 

GDANSK, 8 Jun (Reuters) - O assistente técnico da seleção alemã, Hansi Flick, pediu desculpas nesta sexta-feira por ter dito que os jogadores de sua equipe precisavam de capacetes de aço para se proteger das cobranças de falta de Cristiano Ronaldo no jogo entre Alemanha e Portugal pelo Grupo B da Euro 2012.

O comentário feito mais cedo nesta sexta, antes do embarque da equipe para o jogo de sábado em Lviv, causou controvérsia na Alemanha devido a sua conotação militar.

A palavra em alemão para capacete de aço (stahlhelm) não apenas se refere aos capacetes utilizados pelos soldados alemães nas duas Guerras Mundiais, mas também diz respeito a um grupo paramilitar pós-1a Guerra.

"Lamento se meu comentário infeliz causou irritações", disse Flick em comunicado. "Foi um erro verbal que não deveria criar impressões equivocadas. Não é do meu estilo usar vocabulário militar para questões esportivas."

"Gostaria de me desculpar por minha expressão na entrevista coletiva e estou furioso comigo mesmo porque sei o quanto somos sensíveis com essas questões", acrescentou.

Uma delegação da seleção alemã visitou em 1o de junho o local onde existiu o campo de extermínio nazista em Auschwitz, na Polônia.

O atacante português Ronaldo tem um chute reconhecidamente forte nas cobranças de bola parada, e os alemães foram alertados a diminuir os riscos de cometer faltas perto da área, disse Flick mais cedo na coletiva.

"Acho que só capacetes de aço e aumentar o tamanho dos jogadores na barreira", disse ele a repórteres nesta sexta-feira, quando perguntado como os alemães planejavam lidar com as cobranças de falta do atacante português.

"A 20, 25 ou até 30 metros nós precisamos ser inteligentes nas jogadas mano a mano. Ronaldo tem uma qualidade excepcional nas cobranças de falta."

A Alemanha também enfrentará Holanda e Dinamarca na primeira fase.

(Reportagem de Karolos Grohmann)