Ucrânia enfrenta boicote em primeira partida pela Euro 2012

segunda-feira, 11 de junho de 2012 16:53 BRT
 

Por Richard Balmforth

KIEV, 1 Jun (Reuters) - A Ucrânia, coanfitriã da Euro 2012 com a Polônia, enfrentou um boicote de Suécia, Inglaterra e França devido a seu histórico negativo sobre democracia e direitos humanos nesta segunda-feira, ao sediar o primeiro jogo do torneio de futebol no país.

A Suécia, que tem sido crítica contumaz da condenação e prisão da ex-premiê ucraniana Yulia Tymoshenko, disse que não estava enviando nenhum ministro para a sua partida contra o time da casa no Estádio Olímpico de Kiev.

Inglaterra e França, aliadas da Suécia na União Europeia, se enfrentaram na cidade de Donetsk, na Ucrânia, sem nenhum dos seus governantes presentes, em uma afronta ao presidente ucraniano, Viktor Yanukovich. Ambos e a Suécia serão representados por seus embaixadores nos jogos desta sexta.

O jogo de abertura da Ucrânia trará alguma animação para a ex-república soviética apaixonada por futebol, cuja imagem foi prejudicada por má publicidade sobre o caso Tymoshenko e acusações de racismo entre os torcedores.

O ministro dos Esportes, Borys Kolesnikov, convocou nesta segunda-feira os ucranianos a pendurar bandeiras nacionais em suas janelas e colocar flâmulas em seus carros para apoiar a seleção nacional, azarã em uma festa de futebol que conta com as melhores equipes da Europa.

Encontrando-se com torcedores suecos em Kiev, o primeiro-ministro ucraniano, Mykola Azarov, apertou a mão de um torcedor e disse: "Vamos fazer uma aposta. Você a favor da Suécia, eu a favor da Ucrânia. Eu vou te dar uma garrafa de cerveja se nós perdermos".

Milhares de ucranianos, lado a lado com os visitantes suecos, vão assistir ao jogo em grandes telas de TV em uma zona de torcedores no centro de Kiev, que tem sido um grande sucesso a cada noite desde o início do torneio, com venda de bebidas e lanches. A administração da cidade disse que até segunda-feira de manhã 30.000 litros de cerveja e dois quilômetros de linguiça tinham sido vendidos.

Na cidade de Dnipropetrovsk, uma explosão em um bonde, que feriu nove pessoas, causou um temor de segurança. Na mesma cidade , quatro explosões feriram cerca de 30 pessoas em abril. Mas as autoridades locais disseram que a explosão desta segunda foi causada por um acidente.   Continuação...

 
Um partidário da líder de oposição ucraniana Yulia Tymoshenko distribui livros num acampamento de protesto próxima à área de visão pública da Eurocopa 2012 no centro de Kiev, 11 de junho de 2012. REUTERS/Michael Dalder