Morre tricampeão olímpico cubano Teófilo Stevenson

terça-feira, 12 de junho de 2012 09:30 BRT
 

Por Nelson Acosta

HAVANA, 12 Jun (Reuters) - O cubano tricampeão olímpico e mundial dos peso pesados de boxe Teófilo Stevenson morreu em Havana vítima de um infarto aos 60 anos, informou a imprensa oficial de Cuba na noite de segunda-feira.

O lendário boxeador, que abriu mão do profissionalismo para defender cuba nas Olimpíadas, conquistou a medalha de ouro nos Jogos de Munique-1972, Montreal-1976 e Moscou-1980. Também foi campeão mundial amador em 1974, 1978 e 1986, além de títulos pan-americanos e centro-americanos e do Caribe.

"Não mudaria nenhum pedaço de terra em Cuba por todo o dinheiro que possam me dar", disse Stevenson pouco depois de conquistar o ouro em Munique, ao recusar ofertas milionárias para se profissionalizar.

Um combate que sempre gerou expectativa no final da década de 1970 era um possível duelo com Muhammad Ali, mas o chamado "combate do século" nunca chegou a acontecer porque o cubano permaneceu como amador até o fim da carreira.

Stevenson se aposentou do esporte em 1988, após uma carreira de 20 anos em que venceu 301 das 321 lutadas disputadas.

O lutador era conhecido por sua pegada destruidora, sua arte no ringue com uma movimentação impressionante apesar de ser um peso pesado e pelo cavalheirismo, que lhe rendeu um troféu Fair Play (jogo limpo).

Ao lado do também cubano Félix Savón e do húngaro Lazlo Papp, Stevenson está entre os únicos boxeadores três vezes campeões olímpicos de forma sucessiva.

Conquistou sua primeira medalha de ouro apenas aos 20 anos, em 1972.   Continuação...

 
Boxeador cubano aposentado Teófilo Stevenson fala com a Reuters em Havana, em janeiro de 2007.O cubano tricampeão olímpico e mundial dos peso pesados de boxe morreu em Havana vítima de um infarto aos 60 anos. Foto de arquivo 10/01/2007 REUTERS/Enrique de la Osa