Estádio olímpico será enorme campo britânico na abertura dos Jogos

terça-feira, 12 de junho de 2012 14:10 BRT
 

Por Mike Collett-White

LONDRES, 12 Jun (Reuters) - O Estádio Olímpico de Londres vai se transformar em um enorme campo britânico, com pastos, vacas, patos, um arado a cavalo e um jogo amador de críquete, para a cerimônia de abertura da Olimpíada, em 27 de julho.

O cineasta Danny Boyle, diretor-artístico da festa, disse nesta terça-feira que deseja recriar um clássico idílio rural como parte das três horas da cerimônia.

Nas duas pontas do estádio haverá áreas separadas cheias de espectadores em pé.

Um dos lados evocará o espírito do festival de música pop de Glastonbury, realizado numa fazenda pecuária do sudoeste inglês; o outro irá evocar a Última Noite dos Proms, uma celebração anual da música clássica.

"É um campo real, com grama real, animais reais, e realmente algo de que nos orgulhamos muito", disse Boyle a jornalistas que se acotovelavam em torno de uma maquete do cenário.

Boyle, diretor do premiado filme "Quem Quer Ser Um Milionário?", disse várias vezes que estaria "fadado ao fracasso" se tentasse reunir o espírito de uma nação inteira em uma só cerimônia, mas que espera que todos se identifiquem. Por isso, haverá também alusões aos problemas da vida urbana britânica.

Na apresentação, no entanto, prevaleceu a evocação do espírito rural do Reino Unido. "É também mítico. Acho que está nos nossos cérebros como parte de nós, esse ideal que é de certa forma uma espécie de memória da infância. Acho que todos nós em algum grau estamos ligados a isso."

Os quatro países que formam o Reino Unido serão representados com figuras gigantes das suas flores-símbolo -- a rosa da Inglaterra, o cardo escocês, o linho norte-irlandês e o narciso galês.   Continuação...