Ex-dirigentes e jogadores chineses são presos por corrupção no futebol

quarta-feira, 13 de junho de 2012 10:21 BRT
 

PEQUIM, 13 Jun (Reuters) - Dois ex-dirigentes do futebol chinês e vários ex-jogadores da seleção nacional foram condenados a longas penas de prisão por receberem subornos ou manipularem resultados de partidas, disse a imprensa estatal nesta quarta-feira.

Nan Yong, ex-presidente da federação local, foi condenado a 10 anos e meio de prisão por receber mais de 1,48 milhão de iuanes (232 mil dólares) em subornos, disse a agência estatal de notícias Xinhua.

Xie Yalong, antecessor de Nan, recebeu pena idêntica, além de multa de 200 mil iuanes.

Nan e Xie são os dois mais graduados dirigentes esportivos a serem apanhados numa campanha de combate à corrupção lançada há dois anos. Segundo a Xinhua, eles ainda não decidiram se vão recorrer.

Wei Shahoui, ex-capitão da seleção chinesa, recebeu a mesma multa e pena de prisão de Xie, acrescentou a agência.

Li Dongsheng, outro ex-dirigente, foi punido com nove anos de prisão por receber subornos. Quatro ex-jogadores da seleção --Shen Si, Qi Hong, Jiang Jin e Li Ming-- pegaram até seis anos de cadeia por armação de resultados.

Ao todo, 24 pessoas foram sentenciadas nos julgamentos realizados em duas cidades da província de Liaoning, no nordeste chinês. Entre eles há ex-dirigentes de clubes de vários pontos do país, e quatro árbitros condenados a penas de até seis anos por receberem suborno.

(Reportagem de Sally Huang e Ben Blanchard)