Portugal vence Dinamarca por 3 x 2 com gol no fim de Varela

quarta-feira, 13 de junho de 2012 17:57 BRT
 

LVIV, 13 Jun (Reuters) - Silvestre Varela marcou um gol salvador aos 42 minutos do segundo tempo que deu a Portugal uma vitória por 3 x 2 sobre a Dinamarca, em um jogo eletrizante pelo Grupo B da Euro 2012, nesta quarta-feira.

Portugal parecia a caminho de desperdiçar uma vantagem de dois gols depois que o atacante dinamarquês Nicklas Bendtner marcou duas vezes, o segundo aos 35 minutos da etapa final, para empatar a partida.

Mas Varela deu a vitória aos portugueses, que precisavam desesperadamente para anotar seus três primeiros pontos no torneio, com um chute de virada de dentro da área.

O gol da vitória foi um claro alívio para o capitão português, Cristiano Ronaldo, que fez mais uma partida ruim pela seleção e desperdiçou uma chance incrível de gol, cara a cara com o goleiro, quando seu time vencia por 2 x 1 no segundo tempo.

Portugal abriu vantagem de 2 x 0 no primeiro tempo, quando Nani foi o destaque em campo. O defensor português Pepe marcou o primeiro gol numa cabeçada após cobrança de escanteio, aos 24 minutos.

O segundo gol saiu aos 36 minutos, quando o atacante Helder Postiga antecipou-se ao zagueiro Simon Kjaer e mandou para as redes após passe de Nani.

Bendtner descontou ainda na primeira etapa, aos 41 minutos, após cabeçada de Michael Krohn-Dehli que encobriu o goleiro Rui Patricio e deixou a bola livre para o atacante. Seus dois gols foram o quarto e o quinto em quatro partidas competitivas contra Portugal.

Com o resultado, Dinamarca e Portugal estão empatados com três pontos em dois jogos. Alemanha e Holanda se enfrentam na outra partida do grupo nesta quarta.

Os alemães venceram Portugal na estreia, enquanto a Dinamarca conseguiu uma vitória surpreendente sobre a Holanda na rodada de abertura do grupo.

(Por David Ljunggren)

 
O português Silvestre Varela (esquerda) marca um gol contra o dinamarquês Simon Poulsen durante uma partida da Eurocopa 2012 no estádio de New Lviv em Lviv, 13 de junho de 2012. REUTERS/Michael Dalder