Em crise, espanhóis depositam esperanças em seleção

domingo, 17 de junho de 2012 17:46 BRT
 

GDANSK 17 Jun (Reuters) - Um jornal alemão escreveu recentemente que na Espanha em crise, com seus políticos fracassados, desemprego em alto e uma família real desacreditada, a única figura de autoridade que preserva o respeito da nação é o técnico da seleção, coach Vicente Del Bosque.

Ele, por sua vez, pareceu constrangido quando indagado sobre a opinião do jornal em uma coletiva de imprensa neste domingo, e minimizou a importância de si mesmo e de seu time.

Mas permanece o fato de que muitos espanhóis anseiam única e exclusivamente pela injeção de ânimo que conquistar a Euro 2012 poderia oferecer, e Del Bosque é o homem que pode consegui-lo.

"Somos só jogadores, e no meu caso só o técnico", disse ele. “"Claro que queremos representar nosso país da melhor maneira possível, mais nada", acrescentou o rabugento treinador de 61 anos.

O atacante Fernando Torres, um dos jogadores mais populares do time, falou sobre a crise econômica em uma entrevista anterior e disse que ele e seus colegas de equipe estão bem cientes de como alguns de seus compatriotas estão penando.

"Se (vencer a Euro 2012) puder ser uma válvula de escape para eles e desviar a atenção de seus problemas, é uma motivação a mais para nós".

"Com sorte o futebol pode continuar a ser um fator de união para o povo espanhol em um momento difícil, e se pudermos colocar um sorriso nos rostos das pessoas, melhor".

A Espanha está empatada com a Croácia em quatro pontos na liderança do Grupo C, e ambos se enfrentam em Gdansk na segunda-feira.