Vitórias dos "dois Marios" levam alegria e esperança à Itália

sexta-feira, 29 de junho de 2012 15:29 BRT
 

Por Barry Moody

ROMA, 29 Jun (Reuters) - A Itália vibrou nesta sexta-feira com o sucesso de seus dois "Super Marios", um no campo de futebol e outro na cúpula europeia, e ambos vistos como uma doce vingança contra a Alemanha, a implacável financiadora da zona do euro.

A vitória da seleção italiana sobre a alemã por 2 x 1 na semifinal da Euro 2012, levada a cabo pelo meia-atacante Mario Balotelli, desencadeou horas de comemoração exultante nas ruas do país na noite de quinta-feira e uma onda de manchetes alegres nos jornais, muitas tripudiando sobre a Alemanha.

O êxito foi amplamente comparado ao do primeiro-ministro Mario Monti em Bruxelas, onde forçou a chanceler alemã Angela Merkel a desistir de suas objeções ao uso de fundos de socorro europeus para conter os custos dos empréstimos em países da zona do euro afetados como Itália e Espanha.

A vitória inesperada sobre os alemães foi vista como muito mais do que o renascimento da seleção italiana após o desastre na Copa do Mundo de 2010, até mesmo despertando esperanças de que o novo status de Balotelli como herói italiano ajude a reduzir o racismo explícito com o qual sofreu a vida toda.

O resultado foi claramente mais gratificante por conta da vítima. "A Alemanha vai para casa e só as nações supostamente fracas da zona do euro continuam no campo", disse o jornal romano Il Messaggero.

"Eles podem ser os chefões da Europa, mas não no futebol. Nisso nós somos os alemães", declarou o respeitado Corriere della Sera.

"Seria um erro considerar Itália-Alemanha como se fosse só uma partida de futebol. O futebol também é economia, política", declarou Aldo Cazzullo, redator de esportes do diário.

Dois jornais próximos do ex-premiê Silvio Berlusconi exibiram manchetes com ataques obscenos a Merkel. O Il Giornale, cujo dono é irmão de Berlusconi, disse que a final contra a Espanha "é a vingança esportiva dos países mediterrâneos, tão humilhados pelos professorezinhos do rigor que querem nos dar lições de moralidade".   Continuação...